Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As desculpas de Um Homem Infiel

Indo de forma íngreme;
Se me derrubar fora da área, vai ser considerado como pênalti”

Olha aqui!
Eu não desejei isso pra você
Então fica quieta e continua vendo a tv!
Eu continuo ainda te amando
Ao mesmo tempo que eu estou tendo
Um outro relacionamento romântico
As suas amigas me viram beijando outra mulher?
Eu tava bêbado, você sabe como é... né?
Acontece sempre assim quando estou embriagado
E as garotas me dão mole quando eu estou sóbrio
E falo que eu sou casado e muito feliz
Mas elas não ligam, e falam que eu sou muito gato
E querem dá pra mim.
A conversa vai... e conversa vem..., continuo bebendo
Até eu ficar alterado, e aí elas partem para o ataque
E eu não agüento...
E começa a rolar aquele clima de setembro
Rola aqueles beijos picantes, e aqueles amassos
Na hora do beijo, quando penso em você, eu paro
Falo que eu sou um homem muito bem casado
Elas não gostam, e partem pra apelação
Deixam ainda mais os peitos à mostra
Encurtam mais as saias, mostram mais ainda as pernas e a calcinha
Muitos homens adoram uma mulher putinha
É da nossa natureza
E me dá uma vontade de comer elas ali mesmo, na mesa.
Como o bar não é lugar de zona
Lugar de lazer, diversão, conhecer novas pessoas
E encher pança de bebidas e comidas
Levo elas para um motel.
Elas sempre dizem  que eu as levo "aos céus"
E você não pode ficar brava comigo
Eu sou um marido que leva muitos elogios
Não só de mulheres com as que eu fico
Mas também dos meus amigos
Ficam olhando e invejando as meninas que eu pego
Coitados, nem mulheres deles eles agüentam.
Eles são apenas barrigudos, fedorentos, um monte de bêbados
Que não tem papo, só falam bobagem
E eu sou bonito e sarado, homem de verdade
Podem falar isso pra eles, não acreditariam em você
Já que eles são machistas e falam que mulher serve pra comer
Não acredita em mim? Pergunta pra eles então!
Sempre ficam falando isso do bar ao buzão
Eles tem uns papos ruins!
Por isso não conseguem pegar lindas mulheres...
Já falei isso pra eles.
Mas não adianta! É como se eu estivesse falando com as paredes
Bom isso não vêm ao acaso
Vamos continuar o nosso papo, pois ainda não acabei
É feio ser infiel, eu sei!
Antes de que você soubesse da minha pulada de cerca, através de suas amigas,
No mesmo dia, eu pretendia dizer pra você
Que eu estava te traindo. Olha pra você vê, que ironia
Mas estava dando pistas pra ver se você descobriria
Por si própria, e não por aquelas vadias das suas queridas amigas
Eu vou falar... mas você já sabia?
Que a maioria delas já deram pra mim!
É isso mesmo, as suas "amguim", como você as chama,
São todas falsas
Falam que são suas amiga, mas são amigas da onça
Não sei o porque você está brava comigo e chorando
Não chore, eu te amo
Nunca mais vou traí-la de novo
Agora me abraça, me beija, me ama e me perdoa
Vamos pra cama e fazer aquele amor das boas?
É pra me abraçar e não me bater!
Para com isso! Os vizinhos vão ver
E sabe como é... eles sempre intrometem quando não são chamados
Se vierem é hora da gente xingá-los...
Até que é não é má idéia, sempre que os xingamos nos reconciliamos
Como assim a partir de agora isto vai ser diferente
Você vai deixá-los chamarem a policia como eles faziam antigamente?
Antes você me amava, agora você me odeia:
Vou te falar uma coisa que você me entenda
Gosto beijar, adoro transar
Quando chegava em casa, tirava a sua roupa
Você tirava a mão e falava que agora não dá
Porque estava cansada, muito trabalho tinha feito
Eu sou homem, tenho meus desejos
Se você não pode realizar, outras realizaram pra mim
Acabou é o fim. Já que você descobriu, então você não serve mais pra mim
Até mais... adeus!!! Gosto pegar as vadias, porque eu sou um plebeu
Se não quer saber de mim, não tem problema
A sua não sei, mas a minha fila anda.
Obrigado, valeu à pena
Nada contra à sua decisão
Eu diria que você está certa.
O que? Você também vai pular a cerca?!
Pode ser com outro, mas comigo não vai não!
Sou um homem de trair e não de ser traído!
To dizendo adeus... e procura outro namoradinho!
Espero que seja muito feliz!
Ué, não vai dizer a mesma coisa pra mim?!
Pode tacar...
Taca mais coisa suas e quebra
Tem um reflexo muito bom e sei me desfiar
Mas com licença, eu vou pegar as minhas coisas e embora
Assim não vai dar!
To querendo uma conversa pacifica
E você fica nesta toda rebeldia
Primeiro vou pegar o que é meu
E se você quiser conversar comigo, numa boa, me liga. Entendeu?!
To vendo que agora não vai dar. Já está conseguindo me estressar!
Pronto... peguei os meus pertences
Eu vou ficar alojado em algum albergue
Se quiser, me liga no celular
É o que você queria que acontecesse?
Ah... não adianta me ligar... implorando pra eu voltar!

Eu sou um homem estilo infiel
Não ligo por causa disso se eu vou pro inferno ou pro céu.
Paladin (Paladino)
Enviado por Paladin (Paladino) em 23/10/2007
Reeditado em 14/06/2013
Código do texto: T706195
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paladin (Paladino)
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 32 anos
97 textos (7461 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 23:47)