Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ser dela ela

Permaneci no seu tanger,
Alegres em coerente verter,
O ermo solavanco tamanho,
E de um riacho que estranho.

Ser dela ela faz a panela,
E quero ser marido dela,
E que seja a tua felicidade,
Fazer esta vida a saudade.

Refrão
O sereno amor que detém,
De cada ora uma serenata,
E de romper cada fragata,
E ser o amor que convém.

O querer ela a tua coragem,
Quem está dentro não sai,
E temos o corpo linhagem,
De cada um bom o pai.

O sereno verter e fazeres,
E o amor de quem fere,
Dia após dia o seu coração,
De irradiar como o sertão.

Refrão
O sereno amor que detém,
De cada ora uma serenata,
E de romper cada fragata,
E ser o amor que convém.

O ermo som em seu vento,
Como o sentido se invento,
O crescer de cada movimento,
A verdade de nosso pavimento.

O sucesso de ser e se pertencer,
Cada dor de cada um merecer,
De cada obedecendo aos pais,
E cada ilharga e seus sinais.

Refrão
O sereno amor que detém,
De cada ora uma serenata,
E de romper cada fragata,
E ser o amor que convém.

Gumer Navarro
Enviado por Gumer Navarro em 19/01/2021
Código do texto: T7163446
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Gumer Navarro
São Paulo - São Paulo - Brasil, 37 anos
7075 textos (22344 leituras)
1 e-livros (12 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/03/21 15:39)
Gumer Navarro