Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Algoz da felicidade

Na minha frente você estava,
Tão linda!
Eu olhava em seus olhos
Sem poder acreditar.
Eu tive a chance
Mas calado fiquei,
Como um idiota.
Hoje as marcas do tempo
Refletidas no espelho
São da minha face
Que não disfarça
Tamanha estupidez
Por ter me perdido
Naquele instante.

O tempo, algoz da felicidade
Quando se erra sem poder voltar.
A nossa juventude se perdeu
E junto dela ficou você e eu.

Estávamos nós ali parados,
Eu e você!
E olhava em meus olhos
Sem se convencer.
De que tivemos a mesma chance,
Mas você não disse nada,
Talvez me esperava.
Hoje as marcas do tempo
Refletidas no espelho
São da minha face
Que não disfarça
Tamanha estupidez
Por ter me perdido
Naquele instante.

O tempo, algoz da felicidade
Quando se erra sem poder voltar.
A nossa juventude se perdeu
E junto dela ficou você e eu.

Júnio Dâmaso
Enviado por Júnio Dâmaso em 15/02/2021
Código do texto: T7184994
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Júnio Dâmaso
Rio Manso - Minas Gerais - Brasil, 38 anos
484 textos (22026 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 07:39)
Júnio Dâmaso