Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O APÊLO DA NATUREZA

Eu sou como uma criança indefesa...
Que necessita de proteção!
Me auxilies...
Não me mates não!

Eu me encontro morrendo aos poucos!
O meu verde vai sumindo pra dar lugar...
Ao tal progresso...
Que quer me matar!

Eu sou a mãe-natureza...
Lhe pedindo pra sobreviver!        REFRÃO

Tudo em mim é só tristeza!
Minha fauna e minha flora em extinção!
Será que o homem...
Não tem coração!

Mas eu sou a fonte da vida...
E se eu morrer, vida aqui não haverá!
Amar a vida...
É me preservar!

Eu sou a mãe-natureza...
Lhe pedindo pra sobreviver!

Antonio Alves
Enviado por Antonio Alves em 05/11/2007
Código do texto: T723964
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Alves
Serra - Espírito Santo - Brasil, 55 anos
4711 textos (116726 leituras)
10 áudios (3165 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 23:20)
Antonio Alves