Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ser ardor

O compositor se faz nome,
Cada dia e esse faz pronome,
O singelo amor o nazareno,
De amar esse desde pequeno.

Ser ardor de um bom homem,
De fazer-se ir toda aquela ordem,
O serene amor de uma questão,
De lugares amados o coração.

Refrão
O continente de cada verso,
O amor se alimenta diverso,
O ser humano ama demais,
O coração vem e nossos pais.

O crescer e o seu amadurecimento,
Tão quaisquer seu relacionamento,
O ser humano tem doce alento,
O redimido o passo o vento.

O sereno amor de compaixão,
Traz-nos a paz do coração,
E creditar uma nova nação,
E amar pai e mãe reação.

Refrão
O continente de cada verso,
O amor se alimenta diverso,
O ser humano ama demais,
O coração vem e nossos pais.

O crescer de um reto profeta,
De aninhar cada seta reta,
De aspargos com o sabor,
Da engenharia ido o calor.

E de cada passo um valer,
Tudo mais vida se crer,
O oponente se faz amigo,
E o tudo se volta umbigo.

Refrão
O continente de cada verso,
O amor se alimenta diverso,
O ser humano ama demais,
O coração vem e nossos pais.



Gumer Navarro
Enviado por Gumer Navarro em 15/06/2021
Código do texto: T7279267
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Gumer Navarro
São Paulo - São Paulo - Brasil, 37 anos
8316 textos (25073 leituras)
2 e-livros (24 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/07/21 18:32)
Gumer Navarro