Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vejo a vida mas não vejo saída

Vejo a vida, a minha querida
Numa rua na contra mão
Vejo a vida sem direção
Parada num sinal
Em frente ao chão
A vida é como é
Vejo a vida de pés no chão
Vejo a vida sem ida, incontida na saída
Vejo coisa nenhuma, nem uma unha
Vejo você parada na calçada
Vendo a vida sem esmurrada
Jovens descrentes
Gente sendo roubadas
Vejo pessoas sem almas
Gente sem calma
Eu vejo tudo, minha querida
Vejo ida, da tua vida
Mas não vejo a saída não
Não vejo solução para essa contradição
Não vejo nada nessa vida não


Lucas Castelo
Enviado por Lucas Castelo em 09/11/2007
Reeditado em 10/11/2007
Código do texto: T730240

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Lucas Castelo Viana). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucas Castelo
Fortaleza - Ceará - Brasil, 27 anos
316 textos (13207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 09:21)
Lucas Castelo