Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coloquial

Culturalmente escrevendo "a gente" se adapta ao ambiente entre o formal e o informal. Nós sim, somos nós que ditamos as palavras e usamos os níveis de linguagem passeando entre dialetos, chulos, padrão e podrão...
Depende da emoção:
Versos são livres de ABNT
quero mais é escrever
sem parâmetros ou métricas
inutilidade patética, estética, há contradições...
O ser poeta exige o transgredir, avançar, recriar e copiar as cópias das cópias que nos fazem expressar...
Verbalizar sentimentos!
Ah como gosto de ser livre!!!
Não almejo fama, reconhecimento...
Esse é meu jeito de viver
Ironizar, respeitar zombar e concordar
Olha que as academias Todas, não ensinam como conviver com o dia a dia.
Todas as Ciências são importantes dentro das Ciências
e saber separar isso da vida cotidiana é arte  também
não gosto de ser Padrão norma Culta
Sou curto e sensível
meu poema invisível
legível e ilusório
A Gramática exigente transforma a arte em velório,
...
Lauro Camilo
Enviado por Lauro Camilo em 18/11/2017
Código do texto: T6175049
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lauro Camilo
Contagem - Minas Gerais - Brasil, 36 anos
235 textos (5137 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 16:35)
Lauro Camilo