Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

" É Luanda" de André Mingas - uma prova que o Português de Angola não é o Português Brasileiro. .


Ouvi por aí que em Angola fala-se brasileiro e não europeu. Fiquei sem perceber o que realmente queria-se dizer. Sei lá, talvez queria afirmar que o nosso Português é mais semelhante ao brasileiro em relação ao europeu, o que acho ser verdade, mas isso não significa que falamos PB, uma vez que o que aqui temos é totalmente distinto do que se fala no Brasil, se fosse igual tinha de ser em todos os níveis, isto é, Fonológico, Morfológico, Lexical, Sintático e Semântico o que não acontece. Mas também a afirmação é infundada, porque confunde #Norma-Padrão com a língua falada, o facto de nossa norma ser europeia não significa que falamos " europeu" e isto também pode ser provado mesmo lá em Portugal, mas este não é o assunto, vamos ao que interessa, repare a canção " É Luanda" de André Mingas " Kalunga barco negreiro nome que veio do mar
Foi um escravo bagajeiro que foi de barco pra la
Trouxe #PALAVRAS novas, #KIANDA virou #LEMANJÁ
#CALULÚ virou #MUKEKA, #FUNGE virou #VATAPÁ

#Kimbanda que é pai de santo, nosso santo é lá #LANSÃ
#CRIOULO no rio é #PRETO , #CANDONGA é #MUAMBA lá

Eu sou da Bahia é Luanda
Gilberto Gil é Luanda
O ileia he, é Luanda
Até Oludum é Luanda

#Kianda que aqui é santa, #UMBANDA é feitiço por lá
Há uma rua que é das pretas, que o nosso muyu ngo cá
Makas só falas bocas, bocas também há por lá
O #MUJIMBO é la fofoca, palavra que cá já não há

Kimbanda que é pai de santo, no santo é lá Iansã
Crioulo no rio é preto, candonga é muamba lá

Eu sou da Bahia é Luanda
Gilberto Gil é Luanda
O ileia he, é Luanda
Até Oludum é Luanda"
.
Esta canção prova a influência da cultura Angolana no Brasil, mas também mostra-nos que determinados signos que até inicialmente eram simplesmente Angolanos, no Brasil foram assumindo outros nomes o que resulta a uma denominação diferencial de um só signo ( arbitrário e convencional) o que nos leva a perceber que há diferenças lexicais entre ambos embora partilham muitos signos muito por causa da influência da cultura afro-brasileira. Se um brasileiro disser " vou comer vatapá com mukeka." a um angolano obviamente este não perceberá o mesmo pode acontecer se o angolano disser " vou comer funge com Calulu embora estejam a falar da mesma realidade, nesta senda, a língua falada em Angola não é a mesma que é falada no Brasil.
Embora esta canção seja apenas rica relativamente a diferença do léxico do Português falado em Angola em relação ao falado no Brasil é importante que se saiba que tais distinções se estendem a outros níveis.
.
Fernando Tchacupomba
Enviado por Fernando Tchacupomba em 09/06/2020
Código do texto: T6972083
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Fernando Tchacupomba
Lobito - Benguela - Angola, 22 anos
47 textos (576 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/08/20 19:58)
Fernando Tchacupomba