Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Despedida!

Um dia todos se vão:
Os ricos
Os pobres
Os feios
Os bonitos
Os brancos
Os pretos
Os amarelos
Os vermelhos
Os bondosos e
Os maldosos!

Não importa quantos centavos
ou quantos milhões se possua,
Estamos de passagem pela terra.
E por mais que perdure por cem anos
Ainda será curta a nossa passagem por aqui.
Chegará a hora derradeira de ocuparmos
o assento no corredor ou
na janela do trem da vida.
E o filme que passará pelo lado de fora,
será sobre a maneira que originamos,
depois, da condição que embarcamos
no trem da vida e posteriormente,
sobre como finalizaremos essa viagem!
Somos passageiros!
Isso significa que não há permanecia.
Tudo vai passar...
Mas um dia, em algum lugar do futuro,
seremos lembrados!
Pelo bem que fizemos,
ou que deixamos de fazer.

Se plantamos árvores nos jardins
representados pelos corações dos
nossos irmãos;
Se cultivamos a esperança àqueles que
se viram atormentados pelo receio de
suportar ou não os golpes dos problemas;
Se nossas palavras serviram de conforto
para os corações aflitos;
Se o nosso último pedaço de pão
erradicou a fome daqueles que a inanição consumia;
Se o alívio dos flagelados
triunfou através da nossa existência;
ou se a nossa passagem foi causadora
de dor,
de tristeza,
de angústia.

Seremos igualmente lembrados!
Mesmo que já tenhamos partido,
os débitos,
ou os créditos,
serão guardados no disco rígido
do nosso espírito sedento
por misericórdia,
por perdão.
E haveremos pois,
de tomar consciência enquanto é tempo,
de que:
Deus não é Sinônimo
de castigo para ninguém;
nem de milagre para ninguém!
Mas que nós o somos.
Somos o milagre e o castigo
vivendo num mesmo corpo,
atrelado a uma só alma,
vivendo entrelaçado com
o mesmo espírito.
Espírito esse que sucumbirá,
a qualquer momento de sua existência,
ao derradeiro acerto de
contas com a Divindade.
Para a qual não há negociação da dívida,
nem injustiça na contagem dos créditos!
Apenas a fiel conferência dos
dados armazenados
na existência que agora se finda.
De que maneira você está vivendo?
Como pretende passar pela vida?
E na hora da partida,
como pretende encerrar seu extrato
para se colocar diante do Criador?
O check in foi iniciado!
Faça uma boa viagem pelos trilhos da vida!
Não se esqueça dos seus pertences
da existência na hora do check out.
Valéria Nunes de Almeida e Almeida
Enviado por Valéria Nunes de Almeida e Almeida em 12/10/2017
Reeditado em 12/10/2017
Código do texto: T6140322
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Valéria Nunes de Almeida e Almeida
Piracicaba - São Paulo - Brasil
240 textos (1842 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 11:25)
Valéria Nunes de Almeida e Almeida