Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ars - poemetos II

Do silêncio tão profano
Ergue-se um facho de luz
De brilho intensificado
Expandindo-se ao infinito
Desde o primeiro suspiro
Sempiternos e arcanos
Do silêncio à luz
Parece que foram só uns passos!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 09/06/2005
Código do texto: T23503
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 59 anos
3231 textos (121160 leituras)
1 e-livros (244 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/18 13:03)
Peixão