Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FOME DE VIDA...JOÃODEPAULA

FOME DE VIDA
Vida terrena e em abundância.
De: João Batista de Paula- Escritor e Jornalista.

Fome de Vida.
Fome de ser famoso.
Fome de ter bens além do que precisa.
Fome de ostentação.
Fome de poder.
Fome de ser rico.
Fome de querer ser melhor do que os outros.
Fome de juntar tesouros na terra.
Fome de ser imortal no plano terrestre.
A maioria vive faminto!


Todos tem sede e fome de vida, a maioria nem pensa em vida eterna, quer o melhor em vida terrena e com abundância.
E nesta realidade tal como ela é, na busca pelo ter e ser, torna-se um ser vivo com desejos e aspirações de viver com bens materiais, com ostentação, com desejos de viver muito mais, ser o melhor, ostentar, rir, brincar, explorar os irmãos, mentir, roubar, menosprezar os mais fracos e desfavorecidos.

A maioria vive com fome de vida e mata o meio ambiente, polui os rios, promove o desmatamento e a desigualdade social. Esquecendo do amor, da fé, da esperança, da fraternidade, da prosperidade para todos e do viver feliz em família, em comunidade, em sociedade, quando podemos edificar e fazer valer as virtudes para a felicidade de todos em um mundo bem melhor.

Vivem como se não tivessem a certeza do fim, querem mais e muito mais ostentação e poder.
Promovem o ódio, a ira, o rancor, o medo, a insegurança e o rancor  que vão se associar a doença, a pobreza e ao conflito; o plano infernal.

A fome de vida é tamanha que faz a maioria das pessoas esquecer de Deus, o criador e doador de toda vida. Esquecer que a mansão dos mortos nunca diz chega e que sempre cabe mais um, a qualquer hora do dia ou da noite.

Reina a falsidade, reina a mentira, reina o falso amigo, reina a angustia. O Deus da esperança e da fé ficam longe dos olhos e dos corações.

A Fome de Vida é “em  farinha pouca, meu pirão primeiro”, porque a visão da vida além daquilo que os nossos olhos veem; acaba desaparecendo  mediante as injustiças, as impunidade e o poder de mandar e conduzir os destinos dos que clamam também por uma vida melhor, que ficam a margem do caminho e no subemprego da sociedade em que vive.

A fome de Vida só acaba quando o Senhor da Morte ceifa a vida daqueles   que nunca  pensaram  em ser rico de bondade;  e nem vivenciarem uma vida eterna, após a morte do corpo, propagada pelo cristianismo.
Viva a vida que agrada as leis divina.
Viva a vida de paz, saúde e prosperidade para todos.
Fome de Vida! Vida em abundância para todos: a vida sem o sofrimento, sem o fingimento, sem a mentira, sem a trapaça, sem a morte e a ganancia, que diminuem e abreviam nossos dias.
João de Paula
Enviado por João de Paula em 13/02/2018
Código do texto: T6252482
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João de Paula
Itabuna - Bahia - Brasil, 55 anos
974 textos (33976 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/18 23:01)
João de Paula