Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De mulher para mulher

Estou escrevendo isso em limite de tempo porque estou atrasadíssima, mas algo me chegou às mãos agora e não posso deixar de escrever sobre o assunto. Preciso fazê-lo porque a idéia toda poderia se perder entre um drink e outro. Também poderia deixar para o meu alter-ego mais sério escrever, mas não seria a mesma coisa, é preciso que seja eu, a Pomba.
Pois bem. Fala-se em traição. O que é a traição? Ela é o que você faz em desacordo com sua vontade, e nenhum outro ser pode traí-lo. Poderiam me dizer que um amigo trai, um homem trai, ou até um ideal pode traí-lo, mas isso é traição alheia ao que você é. Só você pode trair-se, o resto é contingência.
Se você tem um homem e ele precisa de outras mulheres para levantar seu tesão, sentir-me melhor, deixe, desde que quando ele se aproxime de você ele se expresse inteiro e seja o homem que você deseja e o que basta.
Não existe meio-termo em questão de felicidade. Ou se opta por ser feliz ou não. Às vezes é preciso adiar a felicidade por motivos muitos, é preciso fazer escolhas que não são as que desejamos naquele instante mas as que são viáveis naquele instante, então, a felicidade com o parceiro, com o profissional, com o pessoal está apenas sendo adiada e não descartada.
É preciso amar-se em princípio, para amar o outro depois. É preciso sentir-se feliz para ofertar felicidade. Não basta fazer a sua parte, é preciso ser parte.
Você é única e deve sentir-se única. Comparar-se a outras pessoas não é um bom caminho porque você precisará do aval do outro para ser quem o outro é e isso você não terá. Sentir-se bem com o que se é, é o princípio do caminho da felicidade. Aceitar ser feliz com o disponível naquele momento é uma decisão inteligente.
Quando você sabe quem é, o outro apenas a enriquece e jamais irá traí-la ou subtrair, será sempre soma e, se você se permitir, será multiplicação de felicidade.

http://versosprofanos.blogspot.com/

Visite: http://www.quiteria.com.br
Maria Quitéria
Enviado por Maria Quitéria em 06/10/2007
Reeditado em 07/10/2007
Código do texto: T683237

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/mquiteria). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Quitéria
São Paulo - São Paulo - Brasil
1098 textos (345136 leituras)
1 áudios (2465 audições)
4 e-livros (3954 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 12:41)
Maria Quitéria