Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tenho medo só de mim

     Não tenho medo de mais nada a não ser de mim mesmo. Não tenho medo de altura, nem de fantasma, não tenho medo de assalto nem violência, não tenho medo de nada, de nada a não ser de mim mesmo. Eu sou minha maior ameaça, pois apenas eu sou responsável pelo modo que encaro cada coisa e como vou lidar com minhas perdas e ganhos. Por isso não tenho medo de perder meu emprego nem minha namorada, não tenho medo de perder minha casa. Tudo que eu amo e tudo que me apeguei com amor sei que não é infinito e tudo um dia vai acabar. Feliz é aquele que têm consciência que o infinito é mentira, que sabe olhar cada coisa dessa vida com o lema de que ‘seja eterno enquanto dure’.
     As coisas que deveriam me amedrontar não mais me assustam nem mais me espantam, percebi que meus sentimentos e reações a cada uma delas posso ser mais forte é ter controle.
Eu tinha medo de altura e hoje não tenho mais, porque só depende de mim a decisão de pular, eu tinha medo da morte e hoje não tenho mais, afinal, ela vai chegar para todo mundo. Eu tinha medo de ficar pobre e passar fome, hoje não tenho mais. A fome e pobreza de espirito matam mais que a da carne.
Tenho apenas medo de mim, medo de não ter duvidas na hora da minha morte, de ter cumprido a minha missão nessa vida seja ela qual for. Tenho medo de não assumir os riscos que sei que tenho de correr para alcançar meus objetivos, tenho medo de saber quem eu sou e mesmo assim não ser eu. Tenho medo de saber que sempre serei eu mas receio de ser sempre o mesmo.
     Porque tememos tantas coisas que só dependem da gente? Gente que teme morrer e fuma dois maços de cigarro por dia.
Gente que teme perder a pessoa amada e não para de olhar para própria vida como se fosse sozinho no mundo. Gente que tem medo de não crescer na vida mas não assume o dever de querer ser alguém melhor mesmo sabendo exatamente como faz isso acontecer.
Tenho medo de mim e torço para não ter, tenho medo de medo mas preciso viver. Viver com cada um de meus medos mesmo querendo crescer e ser mais que o destino reservou pra mim.
Luto para vencer o medo que tenho de mim mesmo, porque quando eu vencer este, de nada mais terei medo.
Thiago Paiva Moreira
Enviado por Thiago Paiva Moreira em 16/10/2007
Reeditado em 24/01/2013
Código do texto: T696861
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Thiago Paiva Moreira
Betim - Minas Gerais - Brasil, 30 anos
84 textos (23575 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 17:33)
Thiago Paiva Moreira