Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inimigo Cruel.

 

Quando te conheci era jovem

Sempre tive você comigo.

Você sempre foi um amigo fiel

Com você nunca fiquei sozinho

Você estava sempre em minhas mãos

Ficava entre meus dedos

Eu te tratava com carinho

Beijava-te, aspirava seu perfume.

Você aquecia o meu peito.

Queimava suavemente

Enquanto eu tragava.

Mas, como fui ingênuo..

Enquanto eu te amava

Você feria-me aos poucos

Eu, já nem sentia.

E você, continuava a me magoar.

O tempo foi passando

E mesmo assim eu não conseguia te deixar.

Comecei a ficar doente

A ficar completamente dependente

Minha garganta queimava

Meu pulmão sempre cansava

Já nem conseguia andar

Mesmo assim, não conseguia te largar.

Que amor é este que machuca tanto?

Tenho que deixar você!

Senão, eu acho que vou morrer!

Resolvo procurar ajuda...

Peço ao médico o seu parecer.

E depois de todos os exames,

Vem a temida resposta.

Meu filho, nada mais nós podemos fazer.

O seu vício te marcou demais.

Infelizmente você vai morrer...

E, depois de alguns dias, eu morro.

Morro com um maldito CIGARRO entre meus dedos.

 

Luiz Carlos

lucaroca
Enviado por lucaroca em 15/11/2007
Código do texto: T737968
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
lucaroca
Teresópolis - Rio de Janeiro - Brasil
241 textos (35373 leituras)
13 áudios (3849 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 07:28)
lucaroca