Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A amizade possível

Já cometi erros impagáveis.
Fui perdoado? Nem sempre!
Já erraram imperdoavelmente comigo.
Perdoei? Sim e não.
Nunca soube se esse sim e esse não
foram compreendidos.

Tentei correr de pessoas que estavam
dentro de mim. Fracassei!
Tentei abraçar pessoas morando em
mim. Fracassei outra vez.

Naquelas em quem estive, não me
reconheci. Desencontrei...
Naqueles nos quais não me via,
dei de cara com o que sou.

Ah... não! Ninguém precisa mesmo
ser insubstituível. E ninguém é.
Pessoas só precisam existir,
marcar, povoar, estar, aparecer...

Por isso, faço-me intensidade
justo porque o contrário
é o morno, o frio e o vão.
Mas já gelei em esquecimentos
e não esqueci por devoção.

Pessoas são mesmo imprevisíveis:
Tem aquelas que incrustam,
cravam, ficam... eternas!
Tem aqueles que raleiam,
não significam nada, porque
nada as fizeram querer.

Àqueles em mim,  o abraço,
e que a vida seja comunhão.
Àqueles no mundo, o espaço, e
que a liberdade seja nosso chão.

Essa a única amizade possível,
que é bem, felicidade... a solução.
Wilson Correia
Enviado por Wilson Correia em 10/10/2007
Reeditado em 13/10/2007
Código do texto: T688524


Comentários

Sobre o autor
Wilson Correia
Amargosa - Bahia - Brasil
1192 textos (613067 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/03/21 03:31)
Wilson Correia