Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amar verbo intransitivo...

Durante muito tempo estive a procura de um grande amor, enganei me por alguns momentos, motivada pela embriagez de belas palavras, e frases pronunciadas, após o calor de um beijo, um carinho e um intenso momento de amor, mas não passaram de momentos, sem que me apercebesse envolvi me deixando a paixão, algo diferente do amor, mas ilusório apesar de intensa e avassaladora, mas que nos trai com o tempo deixando nos paralisados após o abrandamento fulgaz da chama que a move, forma imperceptível, onde simplesmente deixa de existir, e ACABA POR ACABAR, sem que possamos enteder este puzzel enigmático que é a paixão....
Sendo assim compartilho com os leitores deste cantinho de paz, amor, carinho, cultura, beleza, entre outros adjectivos, o texto de um dos meus autores preferidos desde a adolescência, quando aprendi a apreciar e entender a necessidade e vitalidade da leitura na minha vida....
Este é CARLOS DRUMOND DE ANDRADE, que nunca será ultrapassado pelo tempo, indelével...
"Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d'água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente divino - o amor.

Se um dia tiverem que pedir perdão um ao outro por algum motivo e em troca receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se: vocês foram feitos um pro outro.

Se por algum motivo você estiver triste, se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento, chorar as suas lágrimas e enxugá-las com ternura, que coisa maravilhosa: você poderá contar com ela em qualquer momento de sua vida.

Se você conseguir, em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado...

Se você achar a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos emaranhados...

Se você não consegue trabalhar direito o dia todo, ansioso pelo encontro que está marcado para a noite...
 
Se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...
Se você tiver a certeza que vai ver a outra envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção que vai continuar sendo louco por ela...
 

Se você preferir morrer, antes de ver a outra partindo : é o amor que chegou na sua vida. É uma dádiva.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro. Ou às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o amor passar, sem deixá-lo acontecer verdadeiramente.
É o livre-arbítrio.
 
Por isso, preste atenção nos sinais não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa
da vida: o amor."

AMO A ARTE DE VIVER... E CADA INSTANTE VIVIDO APESAR DOS PESARES, POIS NÃO EXISTE MOMENTOS BONS OU RUINS, TRISTES OU FELIZES, E SIM ALGO MENOS BOM...

 
Carolzita
Enviado por Carolzita em 25/03/2006
Reeditado em 25/03/2006
Código do texto: T128479


Comentários

Sobre a autora
Carolzita
Portugal, 46 anos
453 textos (63005 leituras)
5 e-livros (754 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/04/21 19:53)
Carolzita