Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Texto para Ciranda do mesmo nome

RETRATO ANTIGO
Nadir A. D'Onofrio
 
Em branco e preto
Hoje já desbotado.
Tão manuseado, amassado
Tua expressão continua bela!
Quando a saudade dói...
Corro aqui para o meu sótão,
Canto das minhas recordações...
Sozinha, escondida posso, enfim
Derrubar lágrimas sentidas,
Ao relembrar minha mocidade
Você foi meu melhor sonho...
O maior amor que eu não vivi...
 
09/05/2005/ 24:42
Santos/SP
Respeite Direitos Autorais.


 
Nadir DOnofrio
Enviado por Nadir DOnofrio em 10/05/2005
Reeditado em 16/08/2020
Código do texto: T16248
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Nadir DOnofrio
Serra Negra - São Paulo - Brasil
948 textos (104010 leituras)
147 áudios (14275 audições)
12 e-livros (3235 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 31/07/21 00:21)
Nadir DOnofrio

Site do Escritor