Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

[Eu sou a mãe]


Eu sou a mãe
do meu poema barato
do meu escrito roto
da minha idéia sem trato

Sou eu quem o crio
lavo, embalo e amamento;
canto ciranda rouca dissonante
e busco na inspiração o alimento

Amo meu filho
assim como se tenta
amar a si; e assim o aceito
como ele se apresenta

Sei que meu filho
é feio, bruto e tudo suja;
é rejeitado neste mundo vão
Orgulho tenho de ser mãe coruja

Fernando Tanajura
Enviado por Fernando Tanajura em 30/09/2005
Código do texto: T55204
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Fernando Tanajura
Estados Unidos
1631 textos (163237 leituras)
1 e-livros (179 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/07/20 19:19)
Fernando Tanajura