Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O BARULHO DO MEU SILÊNCIO

O barulho do silêncio é estrondoso
Quando você medita em profundo silêncio,
A mente corre atrás de alguma coisa a mais;
Produz imagens que traz barulho,
E o estrondo do barulho é silencioso.

Quando o silêncio se faz presente
A solidão me fustiga, agonia-me e me deprime.
Toma outra estrada!

Deve-se, neste instante, fechar a válvula de escape
Se não a solidão se torna horripilante!

Sentir vontade de dizer algo não é simples falar
Na solidão posso falar, mas não digo.
As palavras ecoam e me sufocam
A visão voa no infinito de mim mesmo
Percorre-me e me castiga nas lembranças
Lembranças que me inquietam e me faz gritar
Gritos que apavoram no silêncio do meu ser.
que capta o barulho do meu coração a pulsar
produz uma bomba atômica
Que dentro mim vai espocar

O coração acelerado,
Pulsa no seu compasso – Tum, Ta!...
Não ouço ninguém!
Não ouço nada!
Tudo é uma calmaria
É como quando se pensa na morte,...
Nada se diz, sente-se...
No silêncio, ouve-se o barulho...
Dela chegando...!
É hora!...
Pode embarcar!
RAYSAN DE SOUZA
Enviado por RAYSAN DE SOUZA em 23/08/2007
Reeditado em 01/11/2014
Código do texto: T620377
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
RAYSAN DE SOUZA
São Paulo - São Paulo - Brasil
235 textos (45268 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 17:39)
RAYSAN DE SOUZA