Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REFLEXÃO

     Estando nossos corpos nus, livres das vestes pesadas e de cores fortes, poderemos nos transportar com grande facilidade para as altitudes de brisas leves e frescas livrando-nos do calor terrível da terra.
   Aos pouco, vamos-nos distraindo de nossas responsabilidades e de nossa real finalidade e começamos a tentar então, proteger nosso corpo que vai sentindo as conseqüências  do desvio do caminho. Roupa para o frio , roupa para o calor, cores da arrogância e do poder, enfeites e jóias para cobrir nossas deficiências físicas, cosméticos e penduricalhos com tentativas de disfarçar o cansaço.  Tudo aperta torna-se desconfortável impedindo os movimentos.
   Amigos , irmãos nossos neste macrocosmo celestial., as pedras moldam o caminho das cascatas que deslizam com simplicidade entre verdes e amarelos  destacando as outras cores em beleza que nos elevam ao infinito.
   Aves, animais grande e microscópicos , agindo em suas finalidades específicas, completam a vida e o movimento da terra. E nós, aqui nos  estufando de enchimentos artificiais de cores distantes cegando-nos, tornando-nos estropiados,  perdendo tempo e as oportunidades.
   Roguemos nós ao Pai , a força necessária para nos livrarmos destas vestes sujas e manchadas com nossos erros e desvios, amassadas pelo orgulho, rasgadas pela falta  constantes.
   Que tenhamos, Cristo, iluminados pela vossa luz, a capacidade de amar nosso próximo, livrando-nos deste peso  incoerente com nossas forças, chocantes com a nossa finalidade , irreal com o amor a nós  dedicado. Livres, lavemo-nos nas espumas das águas, força natural de nosso planeta, descobrindo o poder vibrante e iluminado  do amor de Deus e ao próximo.
Gilberto Chaves
Enviado por Gilberto Chaves em 10/09/2007
Reeditado em 31/10/2012
Código do texto: T646775
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto Chaves
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 70 anos
243 textos (13926 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 03:31)
Gilberto Chaves