Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
NADA MAIS

Apenas aquilo, e nada mais
meio dormindo, sonhei coisas tais
trêmula, alguém bateu a porta
e me disse "isso já é coisa morta"

Um frio percorreu pelo meu corpo, gelado
coração disparou descompassado
ansiando pelo amanhecer
e perceber que nada ia acontecer

o tempo passou e passou muito lento
insistindo, como um aviso, aquele vento
tenha muito cuidado, isso é demais
eu, aqui, não espero que me chame mais.


 
Sueli do Espirito Santo
Enviado por Sueli do Espirito Santo em 01/08/2005
Reeditado em 21/03/2014
Código do texto: T39363
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Sueli do Espirito Santo
Santo André - São Paulo - Brasil, 69 anos
1483 textos (241544 leituras)
1 e-livros (111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/07/20 23:57)
Sueli do Espirito Santo