Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amores da vida!

Já se passaram meses, será que um dia irei esquecê-la ?
Pensei que iria descansar eternamente em seus braços e acordar todas as manhãs mais cedo só para lhe olhar.

Rs... ainda lhe amo, no entanto por amor devemos partir!


Antes de amar alguém, devemos trilhar o melhor mapa para o coração. Pois no final sabe o que realmente ira importar?
"Como o seu interior está"

Maturidade é sentir a falta, mas saber que a pessoal se foi porque não queria realmente ficar.
Foi sua escolha se apaixonar ou á amar, e a dela não retribuir. Mas posso lhe dizer que no final a culpa não foi de nenhum dos dois, pois você ainda era um jovem inocente e imaturo.

Tudo que se inicia há um fim, assim como as estações do ano!

Haverá dias de calor, frio, flores e frutos!
Haverá dias sol e chuva,
Há uma necessidade de equilíbrio!

Na vida teremos 4 tipos de amores, onde nos ensinam nas diversas formas, infelizmente em algumas das vezes não aprendemos é acabamos por fim nos magoando repetidas vezes.


O primeiro amor é aquele imaturo, onde pela ansiedade acabamos colocando a carroça em frente aos bois e magoamos o nosso coração. No entanto é onde tudo começa, há uma grande necessidade de ocorrer este amor, pois ai que começamos a compreender os princípios de um relacionamento. é onde mais nos entregamos rs.... é onde demostramos o mais puro amor, o mais inocente dentre todos os 4 amores, quando senti não sabia descrever de tão incrível que o achava.

o segundo amor, é aquele gerado pelo estimulo da sociedade eu nos dita a encontrar um par, em algumas das vezes inicia-se apenas por atração física de ambas as partes, infelizmente ou felizmente não duram é quando duram geram descontentamento..... :(


O terceiro, oh..... Esse já é um amor maduro em que não procuramos apenas alguém qualquer, mas um que nos aceite, ame, complete e nos faça querer ser a cada dia melhor... temos que ser completos por si mesmos, no entanto devemos deixar as portas do coração abertas para gerar boas obras.

Temos o quarto amor, onde na verdade deveria estar em nossa lista como o primordial acima de tudo e todos, mais jamais o colocamos no altar como em posição chefe de nossas relações, o quarto amor é o AMOR PRÓPRIO, aquele que nos protege, aquele que realmente nos faz feliz.

Antes de perguntar o porque coloquei o amor próprio como o 4º, deixa lhe fazer uma pergunta.

Se eu perguntar qual você mais ama, quantos segundos levará para dizer seu próprio nome?

E, antes de amar alguém devemos pensar em quem mais importar, e marcar na tábua do peito os passos da felicidade.

Ame-se acima de tudo, só você pode se fazer realmente feliz!
Carlos Vinícius Azevedo de Oliveira
Enviado por Carlos Vinícius Azevedo de Oliveira em 11/01/2019
Código do texto: T6548037
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Vinícius Azevedo de Oliveira
Saquarema - Rio de Janeiro - Brasil, 23 anos
43 textos (714 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/02/19 23:50)
Carlos Vinícius Azevedo de Oliveira