Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMAI-VOS UNS AOS OUTROS ASSIM COMO EU VOS AMEI (Reflexões)

Texto extraido do livro: REFLEXÕES COTIDIANAS, ainda não editado

Para sairmos do egoísmo e do isolamento que geram a morte e vivermos as relações fraternas que geram a vida, nós temos que seguir o mandamento deixado por Jesus:
"AMAI-VOS UNS AOS OUTROS" (Jo 13,34)
Amando aos nossos irmãos como a nós mesmos, com certeza estaremos sendo obedientes ao Senhor, só que este amor terá que ser totalmente desinteressado, gratuito, sem querer nada em troca.
Se nós afirmamos que estamos na luz, mas odiamos o nosso irmão, ainda estamos caminhando nas trevas sem saber aonde ir.
Só sairemos das trevas se tomarmos o Filho de Deus como modelo. Daí as trevas se afastarão de nós e a verdadeira luz que é Jesus irá brilhar para sempre em nossas vidas.
Se dissermos que não temos pecados, estamos nos enganando a nós mesmos.
            Todos nós somos pecadores, porém,  se reconhecemos os nossos pecados, Deus, que é fiel e justo, nos perdoará, através de Jesus Cristo, nosso intercessor. Perdoando os nossos pecados,  Ele nos purificará de toda a injustiça.
Existem duas ofertas de vida: A vida que vem do mundo e a vida que vem de Deus.
Não devemos amar o mundo, nem o que há no mundo. Pois tudo o que vem do mundo nos leva à perdição.
Sabemos que o sexo descompromissado, a inveja, o apego aos bens materiais, a vaidade,... são ofertas de vida vindas do mundo. Portanto, devemos combatê-las com as ofertas de vida vindas de Deus que são a fidelidade, a partilha, o amor ao próximo, etc...
Escolhendo as ofertas de vida vindas de Deus, viveremos felizes para sempre.
Analisando o texto, vemos que Deus nos mostra dois caminhos: O caminho do bem e o caminho do mal.
Ele não nos a obriga escolher um ou outro caminho, mas a vontade dEle é que sigamos o caminho do bem.
A escolha fica ao nosso critério. Podemos escolher o caminho do bem ou o caminho do mal. Se escolhermos o caminho do mal, estaremos contrariando a vontade do Pai.
Como não sabemos o dia em que seremos chamados para prestar contas dos nossos atos frente a Deus Pai, estaremos correndo o risco de morrermos em pecado grave e nossas almas ficarem eternamente queimando no fogo do inferno.
Sabemos que o caminho do bem é um caminho de muito sacrifício, mas,  como a nossa vida aqui na Terra é muito curta, este sacrifício será compensado com a nossa salvação e teremos uma eternidade para contemplarmos as maravilhas de Deus e ficarmos, como Lázaro, ao lado do Pai Abraão, admirando as obras do Criador.
Nós que saímos das ofertas de vida vindas do mundo que é o mal e nos encontrarmos com Jesus Cristo que, de braços abertos nos,
acolheu, e, com seu santo sangue, (obediente ao Deus Pai) perdoou não só os nossos pecados, mas os pecados do mundo inteiro.
Permaneçamos ao lado dEle, mesmo com todas as dificuldades pelas quais iremos passar.
Se nós estivermos sempre em comunhão com Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, estaremos em comunhão com nossos irmãos. Quem ama a Santíssima Trindade, também ama ao próximo como Jesus nos amou.

                          Antônio Oliveira   (Paraibuna SP)



Antônio Oliveira
Enviado por Antônio Oliveira em 04/11/2007
Reeditado em 09/11/2007
Código do texto: T722845
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antônio Oliveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 73 anos
703 textos (561989 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 14:38)
Antônio Oliveira