Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CRISTO, O VERDADEIRO TEMPLO - Lc.21,5-11

O Evangelho, hoje, nos fala sobre o fim dos tempos. Jesus alerta os discípulos dizendo-lhes, ao ser perguntado sobre a beleza do Templo, que era muito rico e ornamentado com lindas pedras - : “Dias virão em que tudo o que contemplamos, não ficará pedra sobre pedra; tudo será destruído. Quando isto for suceder, prestem atenção aos sinais. Sinais de perseguição, de muitos que virão em meu nome e, mentindo, enganando, usando o nome de Deus, para proveito próprio. Cuidado para não serdes enganados.

Jesus procura, com essas palavras, nos adiantar vários sinais, para que reflitamos sempre as suas palavras, onde encontraremos os avisos para que não sejamos enredados pelo inimigo e, venhamos a perder o nosso lugar, que Ele nos afirma no Ev. de João, 17 o nosso lugar já reservado na vida eterna, na casa do Pai. Jesus, preocupado, porque já se aproximava a hora da sua Paixão, Morte e Ressurreição, dá-nos algumas pistas para todos os que crêem nas suas palavras; para que prestemos atenção, que muitas coisas inacreditáveis começarão a acontecer, em meio à sociedade, no mundo todo. Será difícil de acreditar no que estaremos presenciando: muitas guerras, muitas mortes, onde os mandantes só visarão o poder, o domínio sobre os menos prevalecidos e, os “grandes”, estarão sempre em combate para conseguirem o lugar de mando; tudo só pelo interesse das coisas materiais. Muita mudança ocasionada pelo descontrole na contenção de tanta coisa alterada na obra que o Criador nos deixou; com desculpas de que se tratam de evoluções naturais e, não simples mudanças, criando muitas  discrepâncias em meio à humanidade, que sofre muito e a preço muito alto para se adaptar às alterações forçadas. NEM SEMPRE, em benefício de todos.

Tudo era para ser igual; todos deveriam poder viver dignamente a sua vida com a sua família; com todos os recursos e meios para tanto...(a nossa Constituição com muitas Leis que fazem parte de um elenco miraculoso, dizem que tem que ser assim, mas... não é.  Para a classe trabalhadora tudo é muito mais difícil, até o tratamento recebido nos órgãos e, que são todos mantidos pelos impostos e tributos pagos e os recebem com descasos, mesmo quando as leis exauridas dos locais competentes, obrigam a atenderem bem, pela legitimidade do direito reconhecido. A ganância, o domínio das classes privilegiadas, que representam 1/3 da população, “mais fortes”, em função do poder econômico acumulado, tudo muda, tudo transforma em seu próprio benefício, a fim de que possam viver fartamente, enquanto 2/3 restantes, vivem no limite da pobreza e da miséria; lutando exaustivamente contra as doenças, os problemas que os sufocam e, a própria morte, que vira e mexe, os ameaça e os deixa a cada vez, com menos forças para lutar e superar-se a si próprios, para continuarem, porque acreditam num Deus Criador, que aqui os trouxe pelo seu amor e para que tudo fosse um paraíso.

Quem tem ouvidos para ouvir, que ouça... O momento do acerto será igual para todos. Seremos julgados pela JUSTIÇA DO SENHOR, naquele momento, nada mais poderá ser feito, modificado, “não é como agem aqui nossos políticos, com Leis obsoletas, fora das realidades atuais, cheias dos jeitinhos, que mudam tudo para protegerem-se”, prejudicando, cada vez mais, a maioria explorada e sacrificada. O que levarmos para lá como “bagagem” vivida aqui é que será o nosso ingresso para o Céu, ou... a nossa passagem para bem longe de Deus... “??? –

            “A nossa escolha tem que ser feita aqui e não lá “
“O PREÇO É  QUE VIVAMOS CORRETAMENTE A VERDADE DE TUDO
             COM MUITO AMOR E RESPEITO AOS IRMÃOS “
DEUS  É  BOM !!! DEUS É  FIEL !!! -  Bene – Ctba. 27/11/07  - (BGJ)
Bene
Enviado por Bene em 27/11/2007
Reeditado em 27/11/2007
Código do texto: T754628

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bene
Curitiba - Paraná - Brasil, 86 anos
481 textos (276414 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 01:05)