Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

“DIEGO, FRIO E SÓ”

São cruéis
as sombras
que sucedem
as palavras
por onde nasces
e o sofrer
que as precedem
faz-me verter
desventuradas lágrimas
dessas amarras
invisíveis e amargas
pois te perseguem
fragmentando
sua presença
ante causa
à dor injusta.
Se te moves
mais te feres,
se parares
vã que lutas.
Diego Duarte
Enviado por Diego Duarte em 09/07/2018
Código do texto: T6385642
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Diego Duarte
Ananindeua - Pará - Brasil
401 textos (7846 leituras)
3 e-livros (135 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/01/20 17:48)
Diego Duarte