Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Metapoema...

ALB
Acadêmica: Mônica Albuquerque
Patrono: Manoel Bandeira
Cadeira: n° 67
Data: 11/06/2019

Metapoema

A poesia escreve por si só
Elementos, saudades e sentimentos inquestionáveis,

Ela dita suas regras,
transforma o dia em noite e a noite em dia,

Que faça sol quer faça chuva não importa, porque a poesia é viva e ela mostra para que veio,

Inspirarando, enlouquecendo, fazendo-nos viajar em sua arte,
ilustrando com letras maiúsculas ou minúsculas,

Dita seus verbos entre vírgulas, esculpe jóias raras em seus próprios versos,

Causa comoção, espanto, pranto, alegria e até mesmo os desejos em seus contextos,

E no seu cotidiano a prosa escreve múltiplas sensações, pois a poesia ecoa no silêncio mais profundo,
 
No seu canto mais lírico grita aos quatro ventos so
compor as letras de uma linda canção de amor, ppis
a poesia nos faz de fantoches,

Sim, fantoches…

Porque sua inspiração manobra ao nos fazer de marionetes sem hora para acontecer,

Que seja dia ao pôr do sol, que seja noite, na madrugada ou ao nascer não importa, porque ela manda e nós poetas apenas obedecemos,

Seguimos em suas linhas  sonhadoras e fantasiosas.
pois a poesia exala seu aroma, eterniza suas raízes
e nos transforma em  eternos amantes das suas raízes.
Mônica Albuquerque
Enviado por Mônica Albuquerque em 11/06/2019
Código do texto: T6670712
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mônica Albuquerque
Maceió - Alagoas - Brasil, 43 anos
171 textos (2528 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/11/19 06:53)
Mônica Albuquerque