Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

             Água da pedra cantava na cachoeira. Incolor, brilhante, gelada na madrugada. Prepotente dançarina escondia o nascimento. Procurou por toda a mata, só árvores e galhos secos. Subiu montes e montanhas com olhos de caçador.
          Chegou ao centro da pedreira, viu logo um piscar de olho. Alegrou-se com a companhia, correu p’ra perto do ser. Lavou as mãos e bebeu a mais pura água do Planeta.   
 
Izabel Camargo
Enviado por Izabel Camargo em 06/11/2015
Reeditado em 06/11/2015
Código do texto: T5440194
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Izabel Camargo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 87 anos
508 textos (18496 leituras)
5 áudios (233 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/05/21 00:49)
Izabel Camargo

Site do Escritor