Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Telhado de Vidro

Morena estava chegando à casa de sua irmã para uma visita, quando ouviu sua sobrinha chamando a avó que já havia falecido de vagabunda isso doeu fundo. Sua mãe não estava lá para se defender. Não disse nada, só falou para a irmã que estava passando para ver como ela estava, que tinha que resolver uns problemas voltavam outro dia. Passado alguns dias, Maria Flor sua sobrinha foi à sua casa, chegou toda alegre, feliz, mas a palavra vagabunda martelava na cabeça de Morena, fez a sobrinha sentir-se a vontade quando viu que isso havia acontecido, a chamou para uma conversa. A primeira coisa que perguntou foi
-  Quantos anos você tem Maria Flor?
- Tia já esqueceu?
- Gostaria de ouvir dos seus lábios.
- Trinta e dois anos. Por quê?
- Foi com essa idade que sua avó minha mãe ficou viúva, sabia disto?
- Sabia tia, você quer chegar onde?
- Sabia que ela casou com meu pai para fazer gosto para a família, que meu pai era trinta anos mais velhos do que ela? Por isso ficou viúva nova?
- Sabia, tanto você como minha mãe sempre falou isso?.
- Então me diga por qual motivo minha mãe é vagabunda?
Silêncio.
- Foi porque passado o período de viuvez ela tentou um novo casamento o qual não deu certo porque o segundo marido dela além de ser alcoólatra era mulherengo? Como Teve um marido exemplar não suportou a situação, pediu a separação?
Silêncio.
- Outra coisa Maria Flor quem tem telhado de vidro não joga pedra no telhado dos outros, porque você já não é mais virgem já teve relação sexual, ninguém nunca a chamou de vagabunda porque essa é uma decisão de cada um. Sua avó não era diferente de nenhum ser humano, era uma mulher nova que tinha todo o direito de refazer a vida dela, no que ela tentou e não deu certo. Mas isso não a faz diferente de ninguém, pense antes de falar porque já é uma mulher adulta.
- Tia, falei aquilo para ofender minha mãe.
- Se você sendo uma mulher adulta não tem respeito por sua mãe respeite a minha é tudo que te peço. Nossa conversa acaba por aqui.
Saiu indo para a cozinha sem olhar atrás. Maria Flor ficou sem ação, não esperava isso de sua tia, foi embora chorando. Marlene a mãe de Maria Flor ficou com raiva da irmã por ter sido dura com sua princesa. Era assim que chamava a filha. Por isso ela do jeito que era, sem educação.

Lucimar Alves

Lucimar Alves
Enviado por Lucimar Alves em 03/07/2018
Código do texto: T6380218
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lucimar Alves
Goiânia - Goiás - Brasil
2185 textos (154082 leituras)
1 áudios (91 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/07/19 17:29)
Lucimar Alves