Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trigésimo sétimo contopoesia ou dormindo no carnaval






                   Terça feira de carnaval, aliás eram duas da manhã e já era quarta de cinzas e ele estava chapado, feliz e de ressaca, totalmente exausto e morto de sono. No meio daquele povo todo dançando freneticamente, o único lugar com um mínimo de sossego era o canto do salão onde se erguia a caixa de som de quase  dois metros. Ele não teve dúvida, se recostou naquele barulho sólido e, mergulhando no seu próprio silêncio, adormeceu profundamente.












Francisco Zebral
Enviado por Francisco Zebral em 02/11/2019
Código do texto: T6785224
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Zebral
São Paulo - São Paulo - Brasil, 59 anos
7476 textos (445872 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/19 03:19)
Francisco Zebral