Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Benoni , um irmão que não tive


                                                      Romance
                                                   Capítulo Um
           A comissária de bordo tentava acalmar os passageiros, com a turbulência forte do avião, como se fosse cair. Eu, sentado na poltrona da frente ,como sempre , estava com medo. Ao meu lado ,uma acompanhante  nessa viagem ,não demonstrava qualquer nervosismo.
Rapidamente, o tempo ficou bom e chegamos a Brasília, a  às 5:00 horas da manhã  no aeroporto, de onde saímos para tomar um café no restaurante. Íamos esperar uma conexão para  ao Rio de Janeiro. Dia  claro ,fomos avisados que era hora de embarcar. Duas horas depois ,aterrissamos no Tom Jobim. Cadeirante que sou, fui levado pelos funcionários da companhia aérea para o saguão, acompanhado pela Katiane.
Sem demora, contratei o motorista de uma kombi, que nos transportou até  Rio  das Ostras,  Região dos Lagos ,a duas horas do Rio de Janeiro. Atravessei  pela primeira vez a Ponte Rio-Niterói, ainda com pouco trânsito, porque, ainda era cedo. Telefonei do celular para meu amigo e ele me respondeu que a viagem duraria  duas horas.
Katiane cochilava no banco traseiro, e eu como não durmo em viagem, conversava com o motorista. Ele era gordo e jovem, dirigia com velocidade que me dava medo, pois o veículo  já era  bastante usado.Com minha curiosidade natural, contemplava
 as paisagens verdes  dos povoados  por onde passávamos.
- Quando eu voltar, disse o motorista, ainda vou fazer outras corridas.Tem que ser assim, irmão, a vida está  difícil e temos que trabalhar muito.
- Eu sei que trabalhar não enriquece, mas pelo menos nos livra da fome ,falei brincando e rindo.
- Melhor do que assaltar, aqui , no Rio, tem muito ladrão. Esses morros ai estão cheios de marginais .
- Meu amigo, foram os ricos que produziram a pobreza e a miséria. Agora, estão colhendo o que plantaram.
Coçando a cabeça, o gordo correndo na pista como se fosse infinita, respondeu :
- Mas, eles estão pagando pelo que fizeram com o povo                 - Também  acho ,disse olhando pra ele
E a kombi antiga me surpreendia com a velocidade que ele impulsionava, como se não tivesse destino.Exatamente, decorridas duas horas, chegamos a Rio das Ostras e paramos na frente do Forum, onde Benoni trabalhava e já tinha me visto  em pé a à frente do prédio. Paguei a viagem mais cara comparada ao ônibus ,porém, mais rápida.
 


samuel filho
Enviado por samuel filho em 12/07/2018
Código do texto: T6388127
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
samuel filho
São Luís - Maranhão - Brasil, 71 anos
320 textos (2619 leituras)
1 e-livros (50 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/07/18 06:10)
samuel filho