Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMANDA V - PEIXES E SAGITÁRIO: GÊMEOS? V - PARTE 2

                           II – PEIXES E SAGITÁRIO: GÊMEOS?


                     Meia hora depois, enquanto jantavam, Amanda notou que Marco estava muito calado.
- Namorado...
- Hum? – ele fez, olhando para ela.
- Você ainda está zangado por causa do Roni?
- Não...
- Mas você parece estar aborrecido com alguma coisa. O que foi?
- Não foi nada. É que hoje a gente teve um dia de cão lá na agência. Um cliente nosso retirou a conta e... outras amolações.
- Coisa grave?
- Não... Fica tranquila. Podemos contornar tudo. Como foi seu dia?
- Normal. Sua mãe veio aqui, com a Marianinha. Deixaram um beijão. Ela me ajudou a fazer uma receita nova de pudim. Você vai adorar. Está na geladeira.
- É difícil manter a forma com você e minha mãe, juntas, aprontando na cozinha, ele disse sorrindo colocando a mão sobre a mão dela.
- Ah, mas é tão gostoso quando ela vem aqui. Ela trouxe o primeiro presentinho do nosso bebê. Um cortinado lindo pro berço!
- Sério? Quero ver.
- Depois. Vamos jantar primeiro. Ah, a Ana Karina esteve aqui comigo também, depois que a dona Laila saiu.
- Mesmo? Fazendo o quê? Você não disse que ela não gosta de você?
- Não disse que ela não gosta. Ela só tem uma pontinha de despeito. Mas ela foi muito legal comigo. Disse que está doida pra ficar grávida também, mas não consegue. Ela está começando a achar que é estéril.
- Poxa, que chato. Engraçado, eu sempre conversei com o Alex sobre isso e ele nunca tocou no assunto. Será que ela não está querendo fazer o papel de vítima, não?
- Sei lá, ela falou, mastigando com gosto uma coxa de frango.
   Marco ficou olhando para ela e sorriu.
- Está com fome, hein?
- Morta! Não via a hora que você chegasse. Nunca senti tanta fome!
- Vai com calma, garota. Você pode engordar demais e tudo tem um limite. Pode não fazer bem pro bebê. Tem que ir com calma.
- Diga isso a ele. Acho que eu estou comendo mais por ele do que por mim.
   Marco riu, tomou a coxa da mão dela e começou ele mesmo a comê-la.
- Ei! Se eu não posso, você também não pode. Você não disse que quer ficar grávido comigo?
- A gente divide tudo, assim ninguém exagera.
   Os dois riram

   Mais tarde, Amanda mostrou a ele o cortinado novo que Laila tinha trazido.
- Sabia que ela ainda tem o meu? - Marco falou, deitado na cama com a cabeça apoiada no braço.
   Amanda estava sentada feito índio em sua frente, abraçava o cortinado branco.
- Ela falou. Ela disse que comprou antes mesmo de engravidar de você e disse que comprou azul porque tinha a intuição de que o primeiro filho dela seria um menino.
- É... O nosso ela trouxe branco. Não deve ter previsão nenhuma ainda.
- Ou não quis optar. Nem eu mesma tenho ideia. O que você quer?
- Gêmeos, ele brincou, rindo em seguida.
- Nem brinca, Marco! Gêmeos? Eu já estou assustada com a certeza de ser um ou uma, imagine dois!
- Pra combinar com meu signo. O teu signo também tem alguma coisa mais ou menos assim. Não são dois pratos na balança?
- Não inventa não. Ele vai nascer em sagitário...
- Sagitário é um centauro... dois seres num só. Cavalo e homem. E ele foi gerado em... março, não é?
- Comecinho...
- Peixes... São dois no símbolo!
- Ah, Marco! Para com isso! Será que tem dois aqui? – ela falou, tocando na barriga, ainda esguia.
   Ele riu.
- Que é que tem? Assim teremos dois filhos dos cinco que queremos ter, de uma vez só. Depois esperamos uns cinco anos e providenciamos mais dois... ou três...
- Marco! - ela exclamou, jogando o cortinado sobre ele que ria gostoso.
- Fácil pra você dizer, não é? Não é você que vai engordar e cuidar depois.
- Claro que vou! Engordar não, mas cuidar, com certeza!
- Não durante o dia.
- Durante o dia, criança gosta é de dormir. Eu via pela Mariana. À noite é que o bicho pega. É aí que eles dão trabalho e eu vou estar aqui pra te ajudar, anjo.
- E quem é que vai lavar fraldas em dobro, fazer mamadeira em dobro, ouvir choro de fome e dor de barriga em dobro...?
- Ih! Preguiçosa! Quem cuida de um, cuida de dois, três...
- Engraçadinho! – ela disse, dobrando o cortinado e colocando-o na caixa novamente, indo colocá-lo sobre o guarda-roupa. Marco deitou-se de costas na cama e ficou olhando para o pôster dela na parede adiante, pensativo. Amanda acendeu a luz do abajur, desligou a luz do quarto e fechou a porta. Depois foi deitar-se sobre ele na cama.
- Se quiser dois, vai ter que fazer outro, mocinho, porque aqui só tem um...
   Marco sorriu, abraçando-a e deslizando as mãos por suas costas.
- Agora não dá mais...
  Amanda começou a desabotoar o pijama dele e o fez tirá-lo. Marco baixou as alças da camisola dela e beijou seu ombro, trocando as posições e ficando sobre ela. Amaram-se e depois ficaram deitados em silêncio.
   Marco repousava a cabeça na barriga dela.
- Daqui a pouco já não vai mais ser possível fazer isso, não é? – ele falou baixinho.
   Ela sorriu.
- É... Mas vamos viver um dia de cada vez. Não pensa nisso não.
   Marco lembrou-se de Roni e fechou os olhos para não pensar naquilo mesmo. Amanda acariciava seus cabelos em silêncio.


                              PEIXES E SAGITÁRIO: GÊMEOS?
                                                  PARTE II

                                 DEUS ABENÇOE A TODOS NÓS
             SEJAMOS, TODOS, LUZES NA ÁRVORE DE NATAL DO CRISTO!
                         UM NATAL REPLETO DE REALIZAÇÕES A TODOS!

Velucy
Enviado por Velucy em 18/12/2018
Código do texto: T6529781
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Velucy
São Paulo - São Paulo - Brasil
1447 textos (9076 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/07/19 14:53)