Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PEDRA DO DO CABOCLO PARTE 1

 Já tinha ouvido falar daquela pedra, pedra do caboclo, na realidade eram três pedras imensas em baixo e uma quarta tampando as três, em forma de pirâmide, naquele dia resolvi mudar o caminho e ir até lá, mesmo que fosse me custar um dia de cavalo. Quando me aproximei, um zumbido metálico rondava o ambiente, maribondo percebendo começou a mexer com as orelhas pra lá e pra cá, eu fiquei atento a atenção dele, a adrenalina circulou em mim e nele. Quanto mais se aproximava da pedra, mais maribondo ficava arisco, chegando aí ponto de eu pensar nele disparar mata a dentro, falei pra ele_ calma garoto, calma! Passando a mão no seu pescoço com carinho, tornei a falar_ calma garoto, calma... Bom menino. Ele se acalmou por uns minutos, depois tornou a mexer as orelhas, e eu resolvi desmontar e continuar a jornada a pé.....peguei o facão metido na sela para cortar algum cipó, reparei no três oitão municiado, amarei maribondo num sabia bem forte e fui até a tal pedra. Chegando lá avistei uma cobra cascavel imensa, era a maior cobra que já tinha visto, ela estava em cima da primeira das três pedras de baixo, ela estava longe, pensei que ela não oferecia naquele minuto perigo, ela foi se levantando, ficou com mais de um metro do chão, como era grande, como aquele animal era lindo, por  um instante cheguei a ter medo, mais logo me acalmei, ela me olhava, me fitava, como querendo dizer algo, peguei no facão por defesa, depois soltei lentamente para ela não perceber meus movimentos, ela abriu a boca, sua língua ficava balançando, como a anunciar o ataque, fiquei parado só observando, de repente ela sumiu, do nada, simplesmente desapareceu, no seu lugar subiu um carcará, ele era imenso, abriu suas asas para mim, tinha mais de três metros de uma ponta a outra, ele teu um grito, era um grito muito alto, depois sumiu para o céu, até onde eu pude ver, desapareceu dentro do sol, não tinha mais nada, o silêncio tomou conta do recinto, podia ouvir as formigas andando, o zumbido desapareceu, a cobra também e o carcará vôo pro sol, muito estranho, muito estranho mesmo.
Fred Coelho
Enviado por Fred Coelho em 01/09/2019
Reeditado em 01/09/2019
Código do texto: T6734882
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fred Coelho
Fortaleza - Ceará - Brasil
533 textos (6982 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 14:22)
Fred Coelho