Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Q.B. - MUITO... ABAIXO... DE... ZERO - PARTE 10

                           X - MUITO... ABAIXO... DE... ZERO

                           Ei, Toni, esta é de mim pra você!
                                                  Amor, Bernie!

                                                                 “Too low for zero” - 1983
                                                           
                        Elton olhou rapidamente para Renate e ergueu as sobrancelhas.
- Não aceitou?
- Ele é só seu produtor, não é você. Sua busca por qualidade é mundialmente famosa, como eu já disse e, embora isso seja admirado por muita gente ligada a som, a música, que eu conheço, já o vi ser tratado pelos nomes mais... “simpáticos” por gente que foi... digamos... sumariamente deixada de lado.
  Elton riu.
- Sério? Quem?
- Você não quer que eu perca meus amigos, quer?
- Não, claro que não, mas é muito interessante saber disso. Muita gente pensa que quando se tem cara de bobo, se deve fazer jus a ela. Eu posso ser infantil e inocente algumas vezes, mas sei escolher o prato quando quero comer bem.
- Não duvido.
- E você rejeitou o convite do Chris por temer que eu a rejeitasse também?
- Não, eu rejeitei o convite do Chris porque não é ele quem tem que me convidar.
- Hum... “Se quer que eu entre no castelo, peça ao rei para vir me buscar”, não é?
- Por aí...
  Ele sorriu e ficou olhando para ela por um momento. Os olhos azuis de Renate não se desviaram e, apesar de seu jeito descontraído, seu modo simples de se vestir e pentear, ele viu nela um caráter firme que, de certa forma, ele estava disposto a pagar para conhecer.
  Seus pensamentos foram interrompidos pelos respingos de água que Chris atirou sobre os dois.
- Como é, crianças, não querem dar um mergulho?
   Ele e Bernie, já em trajes de banho, e completamente molhados, sentaram-se no outro banco.
- Você não perde tempo, hein? – Elton perguntou. – Em plena segunda-feira?
- A vida é de quem sabe viver, caríssimo.
- Eu nasci numa segunda-feira, disse Bernie.
- Você não volta mais pro estúdio, Chris? – Renate perguntou.
- Volto! Dá só um tempinho pra eu trocar de roupa...
- Não, não precisa. Eu volto sozinha. Não é tão longe...
- De modo algum. Eu te trouxe, eu levo você de volta. Só um minutinho...
   Chris entrou na casa para vestir-se e Renate, constrangida, falou:
- Eu vou indo sem ele, não quero atrapalhar.
- Olha, eu já ia indo embora, falou Elton, levantando-se. – Se você não se importa, eu te levo pro estúdio. É caminho da minha casa...
   Ela não respondeu, apenas sorriu, aceitando o convite.
- Bernie, a gente se vê.
- Eu te ligo à noite.
- Tchau, falou Renate, estendendo a mão para Bernie. – Foi um prazer conhecer sua casa.
- Nós estamos sempre abertos pros amigos. Volte... com o Chris, com o Elton ou sozinha. Minha mulher vai adorar te conhecer.
- Obrigada.
  Elton abriu caminho para ela passar e virou-se para Bernie.
- “Estamos sempre abertos pros amigos?” Nós quem?
- Eu e a casa, oras! – segredou também Bernie.
- Nunca te vi tão gentil.
- E eu nunca te vi tão galante. Mas está indo bem. Vai firme!
- Firme? Com o quê?
- Dá o fora daqui. Não deixa a garota esperando. Não estraga tudo!
   Elton desarrumou o cabelo dele e foi para o carro, saindo da casa com Renate. Quando Chris voltou e não viu mais os dois, perguntou:
- Onde estão eles?
- Ela estava com pressa e o Elton se ofereceu pra levá-la. Ela é sempre assim tão... séria?
- A Renate? Não, ela é um amor de pessoa. Só é responsável demais pra uma mulher. Metódica demais. Poxa, mas que fora meu! – falou ele, sentando-se.
- Metódica demais... ponderou Bernie, pensativo. – Do jeitinho que o Elton gosta.
- Nunca soube das preferências do Elton numa mulher. Ele fala tão pouco disso...
   Bernie olhou feio para ele.
- Não falei nada demais, defendeu-se Thomas. - Não me olha desse jeito, não! Só quis dizer que nunca comentamos a respeito. Até onde eu sei seu parceiro é gay! Você acha que ele pode estar interessado nela?
- Eu não acho nada. No momento estou mais é querendo saber onde está a minha. Vamos voltar pra água?
- Não, eu vou embora. Já deu pra refrescar. Na verdade, eu vir aqui foi um desculpa pra trazer a Renate. Ela e o Elton estão na mesma situação.
- Que situação?
- Sofrendo de solidão crônica.
- Pelo mesmo motivo? - Bernie perguntou, rindo. – Ela é gay também?
   Chris ficou olhando para ele e quando entendeu a pergunta, também zangou-se.


                            X - MUITO ABAIXO DE ZERO - PARTE 10
                                    SE SEU CORAÇÃO ESTÁ FRIO...
                    PENSE EM DEUS... OU NO MÍNIMO EM QUEM TE AMA
                                 ISSO VAI TE ESQUENTAR RAPINHO!
                       BOM DIA E QUE DEUS ILUMINE NOSSAS VIDAS
                                                    OBRIGADA!

Velucy
Enviado por Velucy em 02/12/2019
Código do texto: T6808733
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Velucy
São Paulo - São Paulo - Brasil
1605 textos (10251 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 22:10)