Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Q.B. - MUITO... ABAIXO... DE... ZERO - PARTE 11

                        X - MUITO... ABAIXO... DE... ZERO

                            Ei, Toni, esta é de mim pra você!
                                                  Amor, Bernie!

                                                                “Too low for zero” - 1983
                                                           
                             Chris ficou olhando para Bernie e, quando entendeu a pergunta, também zangou-se.
- Claro que não, palhaço! Sabe que mais, eu vou embora.
   Bernie levantou-se rindo e foi acompanhá-lo até seu carro.
- Você vai ver o show de Tempe? – Chris perguntou.
- Vou.
- Nos vemos lá então. Tchau. Obrigado pelo mergulho.
- Apareça no próximo verão.
- Grande amigo da onça! – falou Chris, rindo e colocando o carro em movimento.
   Bernie ficou olhando para o carro até que ele cruzasse o portão. Outro carro entrou no mesmo momento: era Toni que acenou para Chris e entrou na casa.
   Ela parou o carro bem perto do letrista e Bernie cruzou os braços, olhando para ela com ar sério:
- Oi! – ela disse, abrindo a porta e saindo do carro. – O que houve aqui? Uma festinha de arromba na minha ausência?
  Aproximou-se dele e o beijou.
- Na mosca! Chris Thomas foi o último convidado a sair. E a senhora? Foi na festinha de arromba de quem?
  Ela passou as mãos pelos cabelos molhados dele e sorriu.
- Fui assinar o contrato para o meu último desfile, maridinho. Contei pra você ontem!
- Era hoje?
- Era. Esqueceu?
- Um pouquinho, ele disse, desarmando-se e pegando a mão dela. – Achei estranho você não estar aqui quando eu cheguei.
  Os dois começaram a andar na direção da casa.
- O Chris veio sozinho? – ela perguntou.
- Não, com Renate Blauel.
- Renate Blauel? Que é?
- Uma engenheira de som dos estúdios AIR de Londres, amiga dele e do Elton... agora. O Elton também esteve aqui com o Reid. Viemos juntos depois da entrevista na FM.
- Como foi?
- Bem, na medida do possível. A chatice de sempre, mas, pra um compromisso, até que foi divertido. O Elton anda tão divertido pra responder perguntas salgadas. Está tão... pleno de si mesmo.
- Como assim?
- Confiante. Pisando no mundo. Eu gosto disso. Ainda em pé. Eu acertei na letra da música.
- Que bom!
  O casal entrou na casa.
- Bem, eu vou tomar um banho e comer alguma coisa...
- E entrar na água comigo. A piscina está uma delícia...
- Não vai dar...
- Por quê?
- Compromisso com o Charlie no estúdio ainda hoje, às cinco.
   Bernie ficou olhando para ela pensativo e Toni esperou, com um leve sorriso no rosto.
- Mil dólares pelos seus pensamentos, ela falou.
   Ele ia começar a falar, mas parou. Sentou-se no braço do sofá, hesitante, mas resolveu falar de vez. Ele tinha que falar. A garganta ardia:
- Se eu não soubesse que esse Charlie é... como direi... não gosta muito do prato que eu adoro comer, eu ficaria um pouquinho nervoso por causa desses... compromissos...
  Ela riu gostoso.
- Sempre é tempo pra um homem gostar do prato que os outros gostam de comer, brincou ela.
- Ah, é? E ele está tendo aulas com você?
- Não, ainda... ela respondeu, quase ofendida.
- Toni!
- Adoro quando você finge ter ciúme de mim.
- Finjo?
   Ela aproximou-se dele e o abraçou, enlaçando seu pescoço.
- O Charlie não está nos meus planos... enquanto eu estiver nos seus.
   Eles trocaram um beijo quente e apaixonado que durou vários minutos.


                         X - MUITO ABAIXO DE ZERO - PARTE 11
                                  SE SEU CORAÇÃO ESTÁ FRIO...
                 PENSE EM DEUS... OU NO MÍNIMO EM QUEM TE AMA
                                 ISSO VAI TE ESQUENTAR RAPINHO!
                       BOM DIA E QUE DEUS ILUMINE NOSSAS VIDAS
                                                    OBRIGADA!

Velucy
Enviado por Velucy em 03/12/2019
Reeditado em 04/12/2019
Código do texto: T6809539
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Velucy
São Paulo - São Paulo - Brasil
1605 textos (10251 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 22:03)