Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEO - CONTRA A PAREDE - CAPÍTULO 12

                         CAPÍTULO XII – CONTRA A PAREDE

                          Quando Gilda chegou às seis horas, os irmãos estavam esperando por ela, sentados juntos no sofá da sala.
- Oi, crianças que eu amo! – ela disse, animada indo beijar os filhos. – Melhorou, minha baixinha?
- Estou bem sim, mãe.
- Estão com cara de fome, disse indo para o corredor.
- Mãe! – Bruno chamou.
- Que é, querido?
- A gente quer falar um minutinho com você, dava?
   Ela voltou-se e só aí percebeu que as caras dos dois eram mais do que de fome. Estavam sérios e estranhos.
- Dava, mas... eu posso tomar meu banho primeiro?
- É importante e, se você tomar o banho depois, vai te ajudar a relaxar.
   Intrigada, Gilda foi sentar-se ao lado do filho no sofá.
- Sou toda ouvidos. O que foi que vocês fizeram? Comeram todo o pudim da geladeira? – ela brincou.
- Não fomos nós que fizemos dessa vez, mãe, falou Cristina. – Foi você.
- Espera, Cris, vamos com calma, interrompeu Bruno, segurando a mão da mãe. – Dona Gilda, o que a gente quer frisar muito bem, antes de tudo, é que nós amamos você de paixão e nada nem ninguém nesse mundo vai separar a gente, certo?
- Se Deus quiser. Eu morreria sem vocês, falou ela, ainda por fora.
- Você nunca mentiu pra gente e nem nós pra você; portanto, essa tem que ser uma conversa bem franca, ok?
    Gilda ficou olhando para os dois, já começando a adivinhar o assunto. Olhou para Cristina muito séria e perguntou:
- Você viu aquele rapaz novamente, não foi?
   A moça não respondeu.
- Mãe, o assunto é comigo também, disse Bruno. – Não tem nada a ver com aquele cara que a gente nem sabe quem é, mas, de certa forma, ele está colocando dúvidas na cabeça da Cris e essas dúvidas me incluem porque incluem você.
- E o que é que você quer saber?
- Quem foi na verdade Leo Torres, mãe?
   Gilda passou as mãos pelos cabelos e levantou-se, nervosa.
- Por que vocês não tiram esse nome da cabeça de vocês de uma vez por todas e encerram esse assunto? Ele está morto há dezesseis anos!
- Mas tem alguém querendo ressuscitá-lo, falou Cristina. – Alguém que sabe muito sobre ele e sobre você.
- Ninguém sabe mais de mim e Leo Torres do que eu mesma, Cris! A não ser quem viveu naquela época e já estão todos mortos agora, santo Deus!
- Então não foi o próprio Leo Torres que falou comigo naquele casarão?
- Não! Só se foi um fantasma, Cris! Quantas vezes eu vou ter que repetir? Leo Torres está morto! – exaltou-se Gilda.
- O problema, mãe, não é o cara lá na casa do Samuel, voltou Bruno. – A nossa pergunta é: o que esse homem foi de tão importante pra você, além de namoradinho de adolescência? No que ele marcou tanto você? E por que esse carinha do casarão sabe tanto que anda até grilando a Cris?
- Eu me recuso a falar sobre isso com vocês! É a minha vida! Ninguém tem o direito de arrancar meu passado de dentro de mim, nem vocês!
- Ele é meu pai, não é, mãe? – Bruno perguntou de repente.
   Gilda ficou muda e seus olhos se encheram de água. O rapaz se aproximou da mãe e a segurou pelos ombros, olhando para ela com carinho.
   - E aí, dona Gilda? Até parece que pra você isso é um pecado. Dá pra ver no seu rosto que você amou esse cara demais. Aí, você teve um filho dele... Isso te envergonha? Eu fui um erro?

                                   LEO – CAPÍTULO 12
                                  “CONTRA A PAREDE”
                         OBRIGADA, SENHOR, POR TUDO!
                PELA PIEDADE, PELO AMOR E PELAS BÊNÇÃOS!
                        CONTINUE NOS PROTEGENDO
                    COM SEU ESCUDO DE MISERICÓRDIA!
                             BOA TARDE E OBRIGADA!

Velucy
Enviado por Velucy em 18/06/2020
Reeditado em 19/06/2020
Código do texto: T6981101
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Velucy
São Paulo - São Paulo - Brasil
1780 textos (12199 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/08/20 08:40)