Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VITRINES E MENTES capítulo 2

Fernando permanece muito alterado e Marina tenta acalmá-- lo. Enquanto isso Guto vai até o jardim, tentando livrar-- se daquela confusão. Sente falta de um amiguinho, mas seus pais não se importam com seu bem estar.
      Eliana está com muita raiva do nouvo e então toma uma decisão:
      --- Se ele não chegar dentro de quinze minutos está  tudo acabado. Não aceitarei nenhum tipo de desculpa.
       Marina abraça a  filha e a faz lembrar de algo:
       --- Mantenha a calma, filha! Não passa pela sua cabeça que possa ter acontecido alguma coisa? Um acidente, por exemplo.Seu pai já tentou ligar várias vezes para ele, mas o celular está desligado. Só que isso não elimina a hipótese de ter acontecido algo com ele.
      Fernando volta ao quarto de Eliana e toma uma decisão:
      --- Vamos resolver isso de uma vez por todas! Vou até a casa dele.  Se caso não estiver,  pelo menos algum vizinho poderá dar alguma informação.Preciso do endereço dele.
        Minutos depois Fernando ja está na estrada. Está muito ansioso e temendo que possa ter acontecido uma tragédia.
       Roxana, assim que vê a mãe sair do quarto da irmã, vai até lá e a chama:
       --- Eliana! ----Aproxima-- se mais ,  percebendo a vermelhidão dos seus olhos.--- Eu
sinto muito ...muito mesmo.
       Sente mesmo?Eu tenho dúvidas quanto à isso. sinto desapontá---la por ter que permanecer nesta casa ainda.
         -----Você tem que admitir que é a queridinha do papai e da mamãe.Eu e o Guto somos insignificantes aos olhos deles.
      Não é verdade! Você é quem se recusa a aceitar tudo o que eles te oferecem e ainda por cima faz a cabeça do Guto contra eles.Querem me mandar para a Europa para terem um peso a menos . Nao estou interessada!
        ---Não pensa no seu futuro?
        --- Eu até que penso , mas não entendo você! O Felipe é um trabalhador comum, assalariado e no entanto ia se casar com ele? Ia permitir que ele gastasse o seu dinheiro?
        ---- Realmente o Felipe é um assalariado , mas pelo menos ele trabalha. Mas isto agora nao vem ao caso , pois não vai mais haver casamento e vamos continuar todos juntinhos nesta casa.
       Fernando chega em uma rua muito estranha e vê uma senhora no portão de uma casa. Ele aproxima---se dela e pergunta:
       ----Senhora....co
nhece Felipe Brandão? Não estou encontrando o número.
        ----Ah ...sim! Aquele que ia se casar com uma moça rica?
        ----Eu não entendi....
        É que ele estava de casamento marcado , mas desistiu. Foi um amigo dele que me contou. Foi embora de táxi, com as malas. Era urgente o seu assunto com ele?
         --- Não...imagi
na! Era só uma proposta de emprego, mas se ele foi embora...
         --- É uma pena! talvez o senhor tivesse uma proposta boa para ele.
         ---É ! Quem sabe? Mas eu fico agradecido pela informação! Até logo,senhora!
         Felipe acaba de chegar em outro bairro , há alguns quilômetros de onde morava. Entra em um prédio muito grande , porém modesto.O porteiro ,muito sorridente, diz a ele:
        --- Que bom vê-- lo aqui novamente! Já conhece o caminho, não é mesmo?
        --- Obrigado, Marcos!
        Felipe entra no elevador e desce no sexto andar.Segue no corredor e aperta a campainha de um apartamento.Uma bela moça abre a porta , muito sorridente e ao mesmo tempo muito surpresa:
       -----Felipe ? Você não se casou?
       Ele apenas sorri , deixando a moça ainda mais curiosa.
ROZIANE COSTODIO
Enviado por ROZIANE COSTODIO em 07/07/2020
Código do texto: T6999304
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
ROZIANE COSTODIO
Santa Maria - Rio Grande do Sul - Brasil, 51 anos
16 textos (677 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/08/20 22:58)
ROZIANE COSTODIO