Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Capitulo 35: O culpado inocente (O SEGREDO DO PORTA-MALAS!) PARTE 2

CONTINUANDO... SEM SABER MARIA LUIZA ACERTA  NA SUA POSIÇÃO QUANTO AO PLANO DE LV QUANDO BIA PEDE SUA AJUDA PARA UM MAL PRESSENTIMENTO QUANTO À DEIVID. E AÍ QUER SABER COMO TERMINA A CONVERSA DAS DUAS? ACOMPANHE AGORA A SEGUNDA PARTE DO CAPÍTULO DE O SEGREDO DO PORTA-MALAS!

__ Justamente, mas pra isso precisamos ir até a casa de Deivid e procurar pelo spray, antes que seja tarde demais. Chame um táxi urgente! – pede Bia.
     Deivid consegue um táxi na porta e pede para que o leve para o Lixão na saída da cidade.  Red/Piedro sabendo que Deivid, com certeza seguiria seu conselho também segue para o lixão e se esconde próximo do local. Bia e Maria Luiza chegam à casa de Deivid e encontram a porta aberta.
__ Ué porta aberta? Deivid e sua mania, mas não tem jeito mesmo viu. – reclama Bia da porta aberta.
__ Bia não devia está reclamando, mas isso está estranho. Vamos entrar logo. – puxa Maria Luiza Bia para dentro da casa de Deivid.
   As duas gritam por Deivid e nenhuma resposta. Curiosa por ver a mochila de Deivid aberta Maria Luiza encontra o bilhete deixado pelo vilão.  A menina pega o bilhete e descobre que estava certa.
__ Bia creio que chegamos tarde demais. Escuta isso, “quem brinca com fósforo um dia acaba se queimando. A polícia ainda não encontrou provas, mas vai encontrar, há não ser que aceite se encontrar comigo”. Deivid foi atrás dele e agora o que a gente faz? – pergunta ela desacreditada do que estava lendo.
   Bia não acredita no que está acontecendo e surta deixando Maria Luiza assustada com a situação, logo ela agarra a menina com sangue nos olhos e diz:
__ Que ódio Luiza, que ódio! Pior é que por fora e por dentro estou berrando e com o pior tipo de desespero. Minha falta de ação naquele dia estragou tudo, mas é tudo mesmo. A culpa é minha, somente minha. Eu com minhas mãos presas deixei Deivid guardar o maldito spray. Sou uma péssima prima, horrível.
__ Bia acalme-se e me solta que está me machucando. – grita também Maria Luiza empurrando a amiga para longe.
A garota ainda surtada continua se culpando e declara em alto e bom tom para a amiga que tomará uma atitude.
__ A culpa pode ter sido minha, mas eu juro que se LV encostar em um fio de cabelo de Deivid, ele vai sofrer a pior das quedas, como se fosse um avião em queda. Nem que para isso seja preciso buscá-lo no quinto dos infernos.
__ Credo Bia quero morrer sua amiga, ok? Agora voltou para si, espero! Desculpa o empurrão, mas é que surto a essa altura do campeonato não mudará a situação.
     Na cidade da Capital do Mergulho, Dark Revenge pega um táxi e parte para a rodoviária. Enquanto não chegava a rodoviária abria um dos vidros da parte de trás do táxi e se despedia daquele lugar e solta uma frase característica de alguém do passado.
__ Como diria a música de Maria Rita: “O trem que chega é o mesmo trem da partida, a hora do encontro é também despedida”. Obrigado cidade do mergulho, foram bons momentos de reflexão e planejamento. Coração de amigo não se engana, você sabe que eu iria voltar, afinal a vida tem para colocar algumas pessoas no seu devido lugar.  – reflete ele em tom de ameaça.
   O táxi de Deivid chega ao lixão e o garoto dá um recado ao taxista.
__ Não precisa me esperar. Está dispensado e obrigado pela corrida. Coragem Deivid você só está se livrando de um simples spray, se bem que foi usado para um atentado. É melhor fazer isso logo, antes que alguém apareça e descubra tudo. – comenta o garoto ainda disposto a seguir o conselho recebido.
     Bia responde o comentário de Maria Luiza e volta para si mesma. As duas tentam pensar em algo para ajudar Deivid, enquanto LV segue para o lixão na saída da cidade para completar o seu plano.
__ Luiza desculpa mesmo ok? Mas precisamos agir depressa, pelo nível da mensagem só pode ter sido uma armadilha de LV, isso só significa uma coisa Deivid foi se encontrar com ele. Talvez esse seja o momento de enquadrarmos de uma vez por todas quem persegue a gente, mas principalmente Sara. – retoma ela sugerindo ir atrás de ambos.
__ Está sugerindo que vamos atrás dele, é isso? Ótimo, mas como vamos descobrir onde estão? No bilhete não diz nada. – intriga Maria Luiza a Bia.
__ O jeito de chegar mais rápido a um lugar é pegando um táxi, com certeza eles devem ter a informação sobre o último táxi e seu destino. – conclui Bia pensando em uma alternativa.
    Bia então puxa Maria Luiza e partem para o ponto central de Táxi, que por sorte ficava próximo a casa de Deivid.


                                EITA... O PLANO DAS MENINAS É BOM,
  MAS SERÁ QUE CONSEGUIRÃO AVISAR DEIVID DO PERIGO QUE SE
  METEU? NÃO PERCAM A TERCEIRA E ÚLTIMA PARTE DESSE CAPÍTULO.
  ESTÁ SURPREENDENTE.
NRD
Enviado por NRD em 08/07/2020
Código do texto: T7000098
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
NRD
Montes Claros - Minas Gerais - Brasil
74 textos (2212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/08/20 23:54)