Capítulo I-

"Eu te imaginei na minha frente

E comecei a te desenhar

Só que com letras

Ficou melhor do que eu imaginei."

Assim teve início o poema.

Para entender o tal poema, preciso lhe dizer o que está havendo:

A coisa é longa, mas vale a pena. Trata-se se um vampiro que não se alimenta de sangue, mas da poesia que preenche o espírito de jovens moças. Ele suga aquilo delas e vai embora, e elas se tornam pessoas sombrias e tristes.

Eu vou lhes contar esta história, então me desculpe se às vezes eu fizer algum juízo de valor nos relatos mas é impossível ficar indiferente a tudo isto.

Esta é a história de um poema feito por um vampiro, com de pedaços de alegrias .Eu acho um mosaico bem estranho e macabro...

Historiailton
Enviado por Historiailton em 31/10/2021
Reeditado em 25/11/2021
Código do texto: T7375172
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.