Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ORANDO COMO JÓ

Senhor escutai a minha súplica,
o meu sofrimento é imenso e não pára de crescer,
mas ainda assim não me desespero, nem desisto de te clamar
porque sempre confio no teu socorro.
Tenho, no entanto, te chamado, te chamado, te chamado
e não me respondes. Por que Senhor?
Não ando no teu caminho?
Não obedeço aos teus conselhos?
Minha voz rouca já se fez,
enquanto isso o inimigo me atinge
com toda sorte de males; já perdi tudo...
“Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?
Apesar de meus gritos, minha prece não te alcança!
De dia eu clamo e não me respondes;
grito de noite, e não fazes caso de mim!”
“Senhor inclina teu ouvido ao meu clamor,
pois minha alma está cheia de males,
e minha vida está à beira do túmulo.
Sou visto como quem baixa a cova,
tornei-me homem sem forças,
tenho minha cama entre os mortos,
como as vítimas que jazem no sepulcro,
das quais já não te lembras,
porque foram arrancadas de tua mão”.
Preciso muito do teu auxílio,
não permita, Senhor, que o inimigo triunfe
sobre quem confia no teu amor
e acabe zombando da imensa fé que eu tenho em ti.
EVERTON CERQUEIRA
Enviado por EVERTON CERQUEIRA em 26/05/2009
Reeditado em 24/08/2009
Código do texto: T1616586


Comentários

Sobre o autor
EVERTON CERQUEIRA
Salvador - Bahia - Brasil
160 textos (37246 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 08:23)
EVERTON CERQUEIRA