Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAI NOSSO!

                                   PAI  NOSSO!

Pai nosso que estais na terra, na água, no fogo e no ar.
Pai nosso que estais nas flores no canto dos pássaros no coração a pulsar. Que estais na compaixão na caridade, na paciência e no gesto de perdão.
        Pai nosso que estais em mim, naquele eu amo, naquele que me fere e naquele que busca a verdade.Pai nosso que estais naquele que busca a sua verdade.
         Pai nosso que estais naquele que já partiu deixando minha alma ferida pela saudade.
Santificado seja o teu nome por tudo que é belo, bom, justo e gracioso. Por toda a harmonia da criação, seja santificado por minha vida, pelas oportunidades que são tantas, por aquilo que sou, tenho, sinto e por me conduzir a perfeição.
         Venha a nós o teu reino de paz, justiça, fé, caridade, luz e amor. Reino que sou convocado a construir através da mansidão de espirito, reflexo da grandeza interior.
         Seja feita a tua vontade ainda que minhas rogativas presem mais meu orgulho do que minhas reais necessidades, ainda que muitas vezes eu não compreenda mais o silêncio em respostas as minhas preces. Não te ouvindo assim dizer, filho aguarda, pois tua é toda a eternidade.
O pão nosso de cada dia, me dá hoje e que eu possa dividi-lo com meu irmão. As condições matérias que horas tenho de nada servem se não me lembro de quem vive na aflição.
         Pão do corpo, pão da alma, pão que é vida, verdade e luz, pão que vem trazer todo alento e alegria.
Perdoa as minhas ofensas os meus erros e minhas faltas, perdoa quando se tornar frio o meu coração quando permito que o mau se exteriorize na forma de agressão ainda que verbal.
E que mais do que falar eu saiba ouvir, que ao invés de julgar que eu busque a colher, que não cultivando a violência eu busque a paz, que dizendo não as exigências em demasia possa a todos agradecer.
Perdoa-me assim como eu perdoar aqueles que me ofenderem, mesmo quando meu coração estiver ferido pelas amarguras e o dissabor da ingratidão, possa eu senhor da vida, lembrar que, nenhuma magoa é eterna e que o único caminho que me torna sublime, é a humilde estrada da reconciliação.
Não me deixes cair nas tentações dos erros, vícios e egoísmo, que me torna escravo da minha malevolência. Antes, que tua luz esteja sobre mim, iluminando-me para que eu te encontre dentro de minha alma como parte que és da minha essência e livra-me de todo o mau, de toda violência, de todo o infortúnio e de toda enfermidade, livra-me de toda dor de toda a magoa e de toda desilusão, mas ainda assim quando tais dificuldades se fizerem necessárias que eu tenha força e coragem de dizer obrigado Pai por mais essa lição. Amém!
Desconhecido
Enviado por Sérgio K Rocks em 17/04/2015
Reeditado em 09/02/2018
Código do texto: T5210855
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio K Rocks
São Paulo - São Paulo - Brasil, 56 anos
135 textos (6616 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/10/19 22:17)
Sérgio K Rocks