Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO A SAUDADE BATER

Quando a saudade bater à minha porta,
não há nada a fazer,
senão sorrir por fora e, por dentro,
encharcar os olhos da alma com lágrimas de tristeza,
de desalento, desencanto e solidão...

Quando a saudade bater em meu peito
vou me lembrar de lembranças tantas
que, por fim, me afogarei nas águas mansas
que escorrem de meus invisíveis olhos,
em meu rosto seco, que se encharca por dentro,
por detrás dos meus injustificáveis sorrisos...

Quando a saudade bater, nada a fazer,
a não ser conformar-se e, em silêncio covarde,
apanhar dela...

JD - 31-05-2006
Jose Dias
Enviado por Jose Dias em 31/05/2006
Código do texto: T166733
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Jose Dias
Presidente Prudente - São Paulo - Brasil, 57 anos
30 textos (23868 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/03/21 04:34)