Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Paradigma vigente ( b )



    Paradigma vigente ( b )


Depois de Bacon, na mesma época
aproximadamente, como um sucessor,um grande
sucessor, apareceu Descartes considerado pai
do racionalismo moderno, chamou a atenção, também
levando em conta a experiência, apoiado nessa nova
física que Galileu representou, também considerando a
matemática como uma ciência básica. Descartes partiu da
dúvida como um sistema: a dúvida sistemática. Para
confrontar o dogmatismo vigente resolveu duvidar de tudo
e partiu à sua pesquisa. Porém em algum momento
ele se deu conta: "para duvidar eu preciso pensar".
Então, Então, duvidando da existência, da própria
existência e da existência do mundo e utilizando um
raciocínio analítico concluiu que: " se eu duvido eu penso.
se eu penso logo existo". ( cogito, ergo sum ). Então,
a partir de Descartes o pensamento passou a ser o fator
fundamental no novo modo de ver a realidade. Na sua
nova antropologia, que se pode chamar antropologia-cartesiana,
via-se o ser humano como uma máquina.
Embora partisse de um pensamento metafísico ele
introduziu o mecanicismo na descrição do ser humano e do
mundo. Descartes foi muito mais do que isso. Foi um
gênio enciclopédico que estudou  desde a astrologia até a
mística. Porém o que prevaleceu, fundamentalmente, foi o
seu racionalismo, o seu método analítico e o mecanicismo
daí derivado, sempre buscando o efeito a partir da causa.

Zion Freire
Zion Freire
Enviado por Zion Freire em 08/02/2007
Código do texto: T373448

Comentários

Sobre o autor
Zion Freire
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 70 anos
65 textos (3398 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/20 23:07)
Zion Freire