Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A rotina da vida.

Nasce o sol, nasce a lua,
passa o vento na rua.
Nasce gente, morre gente,
Mas desde que o mundo é mundo,
todos os projetos humanos continua.
Entra ano sai ano,
o sol continua a nascer no horizonte,
e a noite as estrelas aparecem no céu cintilante.
Faz frio, faz calor,
tempestades, neve, nuvens,
escuruidão, terror.
Constrói-se, destrói-se,
mata-se, fere-se em nome de DEUS,
em nmome do amor.
Violência, guerras, tristeza e dor.
Onde vai parar a humanidade?
Com esse ciclo de horror?
Trabalha-se, junta-se riquezas em vão!
Pois a morte vem, levando numa avalanche,
todo o sustento, todo sonho então...
Estás cansado da rotina da vida?
Não faz os céus todos so dias o seu trabalho?
No entanto, não se cansa nem se fadiga,
de dar aos filhos dos homens,
os seu imerecido pão.
Aproveite bem a vida de tudo o que ela lhe dá;
pois para onde tu vais, não há trabalho, nem pranto nem dor;
não há riquezas, nem cobiça, nem o tão desejado amor.
Tudo termina nas sombras da vida;
tudo termina no doce sono do silêncio eterno.
Cessou-se toda a rotina, não há mais sabor.
A vida continua para aqueles que ficam,
experimentando sempre o começo do tudo outra vez.
SilvaWS
Enviado por SilvaWS em 27/02/2007
Código do texto: T395372

Comentários

Sobre o autor
SilvaWS
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil
130 textos (12317 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 18:13)