Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APELO!

Uma criança encontra-se desaparecida!

Idade

Aquela em que o sonho ainda se faz presente
E a realidade se confunde com a fantasia.

Estatura

Do tamanho que seu coração possa abrigar
E seu colo possa acolher;

Cabelos

De menina moleca,
Despenteado e sem compromisso,
Esperando sempre um cafuné;

Olhos

Vivos e brilhantes!
Ainda não conhecem a tristeza
E quando te olham, enchem tua vida de alegria;
Traz aquela magia dos sonhadores
E a esperança infinita na bondade humana;

Boca

Grande!
Daquelas que deixam as verdades escapar de propósito
E ainda diz que foi sem querer.
Adora falar que ama, quando Ama;

Manias

Ah, são muitas!
Adora abraço, chamego e deguinho;
mostra o dói-dói só p´ra ganhar beijinho;
Corre ao sol para celebrar a vida,
Gosta de tomar banho de chuva
Mas morre de medo do trovão,
Acredita que é o céu brigando com os adultos.
Se tem medo, chora!
E quando chora, só quer colo!
E quando o tem, não quer largar.
Fala para todos que é rica,
Que tem uma caixinha cheinha de tesouros.
São suas virtudes!
Lá, estão guardados seus segredos para cuidar dos corações sofridos;
Ela nem sabe, mas já é diplomada e sabe curar feridas emocionais;

Sonhos

De manhã quer ser bailarina,
À tarde professora,
À noite diz que vai ser escritora
E quando vai dormir, diz que vai encontrar a madrugada, brincar de fazer poesia e se fantasiar de alegria;
Quando acorda, fala dos sonhos, das fadas e dos duendes;
E acordada, também sonha com um príncipe,
que use jeans, goste de brigadeiro, toque violão
E que recite poesias em noite de lua cheia;
Que fale com as estrelas
Goste de banho de mar;
E ande descalço na areia;

Não se sabe a data exata do seu desaparecimento
Sabe-se apenas, que alguém viu dos seus olhos, uma lágrima a rolar;
Que seu sorriso se escondeu;
Que sua alma entristeceu;
E que da vida, se escondeu!

Peço a quem encontrá-la, que cuide com carinho,
Aperte a sua mão com firmeza,ela gosta de se sentir segura;
Aqueça seu coração com ternura;
Abrace-a em seu colo com doçura;
Fale do amor, da alegria e da amizade;


E, por favor me avise, porque preciso urgentemente me encontrar!


Aug/29/05 - 9:46pm
Sandra Mara
Enviado por Sandra Mara em 29/08/2005
Reeditado em 07/02/2008
Código do texto: T46096


Comentários

Sobre a autora
Sandra Mara
Estados Unidos
84 textos (13480 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/07/20 05:12)
Sandra Mara