Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

" TROPEÇOS"!

     Hoje eu gostaria de estar escrevendo
     Os mais lindos contos de amor ...
     Os dias estão cada vez mais longos, cheio de contradições.
     Estou parada em minhas funções de Poeta...
     Tudo gira em torno do mesmimo, que horror!
     
     Se eu pudesse...ah, se eu pudesse escrever um conto de amor
     Jogaria nele os meus mais lindos sonhos, tudo a meu favor!
     Colocaria nele meu esposo, meu bem amado!
     Para mim, meu eterno princípe encantado
     Que felizmente, comigo já está casado.

     Infelizmente na minha cabeça tem um conto cheio de imaginção
     Chega a dar dó em qualquer coração
     Estou totalmente fora do ar, só tenho ilusão.
     Nem tenho nada similar que possa demonstrar
     Mas quem me conhece bem de pertinho
     Consegue o meu eu captar.

     Só queria um pouco de sabedoria para algumas
     Maus traçadas linhas poder rabiscar
     Gostaria até de me arriscar, mas...
     Dizem que uma "Poeta" nunca pode errar, será!?

     Chego a pensar: Sou uma "Poeta", mesmo?
     Então, porque o medo domina meus pensamentos?
     Porque não escrever um lindo conto de amor, porque não arriscar?
     Se até o canto do pássaro leva o poeta a sonhar.

     Muitas incertezas, mente parada, vida estagnada
     Será só vistas cansadas, qual será o resultado dessa
     Minha nova empreitada?
     O tempo não perdoa, pelo contrário ele voa...
     E meu texto de amor, farei ao mundo, ecoar?

     Muitas perguntas, minha alma tem uma série de indagações
     Não adianta eu dispistar, não controlo minhas emoções.
     Vivo dando show de risos, alegria passo em minhas ações e
     Agora faço na cabeça de todos uma série de confusões.

    Não importa o tempo que levar meu texto de amor
   A qualquer hora irá para o ar e nesse dia de muita luz e calor
   Sem os "TROPEÇOS DA VIDA"   comovida irei comemorar
   Pois nessa vida não há quem passe por um "TROPEÇO" qualquer
   Sem se lastimar, sofrer ou não chorar.

     Letras me acalmam, poesias não me atrapalham
     O que mais me incomoda no momento meu Deus é o não escrever.
     Não poder passar meus sentimentos em forma de versos,
     Quando será meu regresso?

     Peço-lhe forças Pai, me dê sabedoria e resignação
     Estou com saudades do meu pessoal, minha outra família, afinal!
     Amo o Recanto das Letras, acalma meu coração!
     Com todo respeito meu Deus eu voltando logo, logo...
     Saberei com sorrisos nos lábios lhe agradecer de montão.


                   Beijos e muitas saudades nessa famílha do RL.
                   Obrigada mais uma vez pela paciência comigo Patrick e
                   por mais um desabafo.
                   Obrigada também pelos comentários em forma de carinho
                   a cada humilde texto que escrevo.

     
     

Pretacosta
Enviado por Pretacosta em 23/04/2007
Código do texto: T461223
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pretacosta
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 67 anos
236 textos (35546 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/06/19 03:59)