Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

minhas alegrias malditas

Eu queria apenas ser feliz...
Não sabia que poderia ser algo tão desprezível
A cada dia que passa me sinto pior
Assim como se eu tivesse matado alguém

A minha cabeça tenta esquecer, mas não consegue.
Minhas lagrimas caem sem eu deixar
Lembro de cada palavra que vocês lançam sobre mim
Como se nunca tivessem pecado

O pior é sabe que são apenas calunias
Que vocês não sabem os motivos verdadeiros
Que minhas lagrimas caem de desespero
Porque vocês não me escutam
E Eu não os conheço
Minhas dores são minhas
Minhas alegrias são malditas...


obs: escrevi este poema num momento da minha vida muito complicado, na qual as pessoas q não me conhecem ou que por simples e mero bate-papo falam coisas q não são verdadeiras, e agora atraves deste poema eu pesso que parem, não destruam minha vida com veneno...
caroline cruz
Enviado por caroline cruz em 14/09/2005
Reeditado em 02/02/2013
Código do texto: T50510
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
caroline cruz
Bertioga - São Paulo - Brasil, 33 anos
22 textos (4588 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/20 05:25)
caroline cruz