Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Capital/Capiau...

Capital/Capiau...

E é tanta gente no mundo, de costumes diferentes. Que nem tudo se aprende. Vaidades em variedades. Em cada esquina uma banca, pra vender futilidades. O semelhante caído, o caráter mal vestido. A dignidade nua, e com as vergonhas expostas.A esperteza do boçal. O coitado que é o tal. São coisas da urbe, capital. Estender a mão ao irmão, é coisa de capiau. Solidão não é rimar, sempre se vira na esbórnia da moda bar traduzido para o inglês, pois língua Pátria não tem vez. Vira-se freguês, de um viver sem ver, ouvir ou saber. A saudade do que se foi, do ideário, segue alquebrada seu itinerário. E qualquer sentir maior, é mesmo para bocós, tipo assim Dorothy Carvalho....Que a tudo observa sem saber, se é de si ou de outrem que tem uma imensa DÓ!!

Dorothy Carvalho
Dorothy Carvalho
Enviado por Dorothy Carvalho em 27/06/2015
Reeditado em 14/02/2016
Código do texto: T5291199
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Dorothy Carvalho
Porangatu - Goiás - Brasil
430 textos (58638 leituras)
1 e-livros (93 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 13:19)
Dorothy Carvalho