Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fim da linha

Lembra das ideias e viagens desejadas? Das palavras inventadas e beijos apoteóticos? Sob o prisma da saudade, hoje ficou apenas uma pouco da vaidade subentendida nas entrelinhas de algo latente, que avisava, um dia isso vai acabar.


Lembras das flores arrancadas com carinho e colocadas no seu ninho fazendo procriar palavras superlativas de boas de intenções? E o que dizer dos pensamentos iguais, olhares sensuais para os mesmos horizontes tardios?


É! Agora já foi. O desejo onipotente de ser uma só gente, criando um mundo abaixo do mesmo teto sob pseudônimos elevados já ficou apenas no chão. Talvez, a inconsciência avisou que um dia isso tudo fosse acabar. Mas não é o fim de nós... foi o fim disso tudo!

Tenho saudades do que nós nunca viveremos(poesia inspirada na frase de Giovanna Lima, pichada em uma parede).
Scrittore
Enviado por Scrittore em 13/06/2018
Reeditado em 15/06/2018
Código do texto: T6363649
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Scrittore
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 52 anos
307 textos (9271 leituras)
1 e-livros (22 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/18 20:59)
Scrittore