Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Medo a meu modo

Aprendi que gostar de alguém é mais que olhar nos olhos, logo eu q nunca conheci o gostar antes.
Mas sinto medo, medo como sempre, sempre sentir medo é um fardo cansável que carrego a cada sorriso novo, a cada mudança...
Mudar sempre assusta, ate os mais corajosos dos Heróis, e quem nunca se assustou quando se perdeu o controle dos sentimentos, o que é do nosso ser a coisa mais difícil de se controlar, de se entender,
Mas a indecisão é sempre a pior parte da historia, não ter certeza do que pensar ou agir, o fato de tudo ter o famoso dois lados, complica tudo, pior ainda quando tem mais de dois...
Ver tudo de todos os ângulos, é sempre entediante, saber que você nunca sairá ileso porque pra tudo na vida, um lado sempre é sacrificado, e você sempre vai se ferir, e o medo de se ferir é pior que o próprio sofrimento.
Sentir medo é reforçar a escuridão da conseqüência.
Por alguns instantes queria eu ser tomada pela loucura de Agir, só pra ter o sentimento de prazer de não medir, nem que seja apenas por um instante.
 O plano exterior sempre me influenciou e me confundiu, me fez não ter certeza de nada.
Estou aqui agora com medo, medo das pessoas ao lerem essas linhas conheçam meu ponto fraco. Ou estou a colocar medo, nas que se identificaram com meus fatos.
Bella Lunna
Enviado por Bella Lunna em 08/09/2007
Código do texto: T644451
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bella Lunna
São Paulo - São Paulo - Brasil, 30 anos
8 textos (328 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 00:36)
Bella Lunna