Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lamento

Chefe, ó chefe, meu peito sangra. Por que tu usas do "poder" para cortar meus pulsos? Sou humano! Não quero muito, apenas o valor devido pelo serviço prestado. Tenho sentimentos, sou movido por emoções. Não me rebaixe tanto! Por favor, chefe, olhe-me como gente que sou, não sou feito de pedra. Queria eu ter forças para lutar, mas estou impotente. Não te peço muito, apenas que me olhe como se eu fosse uma parte sua. Não quero ser manipulado, não sou boneco de mamulengo. Escute-me, chefe!
ERALDO CUNHA
Enviado por ERALDO CUNHA em 06/12/2018
Código do texto: T6520847
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ERALDO CUNHA
Jiquiriçá - Bahia - Brasil
306 textos (3837 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/18 08:50)
ERALDO CUNHA